domingo, 21 de maio de 2017

Momentos __________



Momentos com quem já fez parte da minha vida (em Luanda) e voltou a cruzar-se com a minha vida.

A idade não conta______ seremos sempre as jovens da Rua José Oliveira Barbosa (JOBs) em Luanda.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Curtas Poéticas 2017




No meio do êxtase mora minha alma,
que fala através das entrelinhas,
que mostra meu amor
no latente do que posso chamar de eterno.

********

Asa ferida
voar rasante
respirar a vida
fazer o caminho
no colo mãe
no afago do filho

*********
Na plataforma ficou
o amor
O beijo se despediu
com dor
A viagem iniciou...

*********

O amor sentido num segundo
na pulsação do coração
no toque de cada mão
na palavra do olhar.

*********

Ouço a tua voz
na memória da ternura
Sinto teu o coração
na profunda saudade
Vejo o teu olhar
na lágrima calada.

*********

Verso rimado em cartão guardado,
sonho empoeirado no abraço apertado,
sorriso desenhado na estação do passado,
amor infindo no coração cravado.

*********

Saudade num colar de pétalas
Aroma de cores salpicada
Verso perdido numa canção
Alucinar pela chegada
Entre a primavera e o verão
Amor infinito.

*********

Sou maré cheia
Noite de lua incandescente
O coração inundo profundamente.
Sou vento forte do furacão
em rodopio na tua direcção.
Sou o verbo!

*********

Nascer de novo
Lápis, folha de papel, ponte
Desenhar o momento,
Tecer o berço
Trilhar a infância,
voar no tempo
Beijar-te na despedida.

*********

Acarinhar-te no meu silêncio
Não importa se nunca virás
Este sentir ilimitado, recluso em mim
Não importa se nunca virás
Amar-te-ei, até ao fim!

*********

Amar devagar,
suspender no tempo,
momento eternizado
na luz do nascimento.

*********

Onda agitada
brisa refrescante
sol escaldante
Amor é tudo e nada!

Maria do Resgate Salta

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Faz hoje um ano _______


Faz hoje 1 ano que fui operada ao meu cancro da mama. Faz hoje 1 ano que a minha vida, mais uma vez, deu uma volta.
Não foi a pior volta! A pior volta foi a morte do meu filho!
Desde há 1 ano, após a cirurgia e os tratamentos, abençoo (não estranhem o que digo a seguir) a oportunidade que Deus me deu ao ter que passar pelo caminho do cancro.
Nem tudo é mau, ou melhor, nem tudo tem que ser mau. Quando estamos no lado negro da vida e nos perguntamos "porquê eu?" (nunca fiz essa pergunta) devemos perguntar "porque não eu?". A vida oferece-nos constantemente as suas dádivas e nós, preocupados com os afazeres, com os problemas (porquê eu?), com as ambições, vivendo um futuro tão incerto, não aproveitamos essas dádivas.
Durante os tratamentos conheci pessoas fantásticas que me enriqueceram. Pessoas que mudaram a sua visão da vida quando souberam que tinham cancro: umas de uma forma positiva, outras de uma forma negativa (porquê eu?) mas todas com o objectivo de não se deixarem vencer pelo cancro, doença, malzinho.
Comecei a ingerir comprimidos aos 60 anos. Muito bom pois tenho na minha lista utentes com a minha idade que já tomam uma mão cheia há vários anos.
Desde há 1 ano iniciei um novo caminho ____ despindo-me e desfazendo-me do que não me faz falta. Quero ter lugar para a vida!
Agradeço a Deus a oportunidade que me concedeu (com o aparecimento do meu cancro) de eu começar a saborear a vida!

terça-feira, 9 de maio de 2017

Momentos _____________



Momentos com quem já fez parte da minha vida (em Luanda) e voltou a cruzar-se com a minha vida. JOB.

terça-feira, 2 de maio de 2017

Obrigada _____



Nosso círculo de amigos é como um círculo, não tem começo nem fim.
Ontem é história, amanhã é mistério, hoje é uma dádiva.
Agradeço a todos os que tornaram o "meu hoje" numa dádiva de carinho.
Retribuo o carinho com um abraço apertado.


segunda-feira, 1 de maio de 2017

Dia de aniversário _______


Quem determina quando haverá mudança na nossa vida? Não é o calendário, não é um aniversário, nem um ano novo ____ é um evento. Grande ou pequeno, bom ou mau _____ algo que nos mude e que de preferência nos dê esperanças ____ uma nova maneira de viver e de olhar para o mundo _____ desfazendo-nos de velhos hábitos e memórias que nos possam condicionar.
O importante é nunca deixar de acreditar que podemos ter um novo começo, mas também é importante lembrar que existem alguns momentos, que valem a pena serem guardados na nossa memória, porque, mesmo mudando, somos esses tão importantes momentos.
Hoje mudo de ano, entro num novo ano da minha vida_____já passaram 61 anos desde que nasci ____mas diariamente tento lapidar as imperfeições que tenho. Tarefa difícil, mas que farei mesmo sabendo que, um dia, algumas partirão comigo.
O dia que hoje se refaz no calendário tem um grande significado e importância, não para o mundo, nem tanto para mim _____ é o dia dos meus pais. Principalmente para a minha mãe ________ para ela sim, o dia tem toda a importância do mundo. Parabéns para a minha mãe que me deu vida!
Beijinho daqui para aí!

sábado, 22 de abril de 2017

quarta-feira, 19 de abril de 2017

domingo, 16 de abril de 2017

Meu querido filho _________


Meu querido filho,

Como sabes ando a arrumar a casa _____ a casa que um dia já foi lar. A casa que tem o teu quarto e a tua sala, o teu cantinho. A casa que foi um dos motivos de não teres ficado a viver no Porto quando entraste para a faculdade. Durante anos fizeste o caminho entre Vizela e Porto.
Durante a arrumação inúmeras memórias vieram ter-me às mãos. Fotografias tuas, cadernos da escola e da faculdade, cartões da escola e faculdade, cartão de sócio do nosso Glorioso Sport Lisboa e Benfica, papelada da Segurança Social ____ tantos momentos que tenho revivido nestes dias ____ dolorosos mas com uma pequena dose de felicidade por ter tido o privilégio de te ter como filho.
Já não falta muito para eu deixar esta casa que um dia já foi o nosso lar e que iria ser tua.
Só o teu quarto e a tua sala me seguirão, em pensamento, para a nova casa.
Levo também as tuas medalhas dos jogos de futebol e os inúmeros cachecois do GLORIOSO.
Aqui estás com a camisola do nosso Benfica.
Mais um mês sem ti. Mais um mês a transbordar de saudades.
Amo-te meu filho.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Voar ________


Muitos vivem amarrados às exigências da sociedade, do trabalho, das contas ao fim do mês, da ambição de ter mais ___ enfim, sufocados.
Quando era jovem quis mudar o mundo e fiz planos para uma vida longínqua.
Aprendi que não podia mudar o mundo mas sim o "mundo" de algumas pessoas. Não concretizei todos os planos para a minha vida "longínqua"____a vida tratou de os mudar.
Hoje, no poente da idade, eu quero bem pouco e prefiro concentrar-me no agora do que planear um futuro incerto.
Preciso de poder voar tendo uma visão estratégica das janelas.
Saber que existe o sol e não poder vê-lo nem senti-lo é um absurdo.
Saber que existimos e não viver é insensato.

MRS

domingo, 9 de abril de 2017

Paz _______



A paz
chega
depois da guerra...
é tempo de unir pedaços
com o silêncio dos mortos
e o com olhar mudo dos vivos.

MRS

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Alegria _______


“Se tiver o hábito de fazer as coisas com alegria, raramente encontrará situações difíceis.”

Robert Baden-Powell

sábado, 25 de março de 2017

Amor incondicional ______ aos meus filhos




Imagino-vos
nos meus braços, pedaços de mim
Tão frágeis meus tesouros
Protejo-vos, sussurro uma canção
Adormecendo no vosso sono
Acordando cheia de amor
Tanto amor
Amor sem medida, sem preço
Com nome de único, por ser incondicionalmente perfeito
Amor da vossa mãe.

MRS


Desenho de Ana Salta em http://sanowashere.deviantart.com/art/Storytelling-205146931


quarta-feira, 22 de março de 2017

Poema agreste



Poema agreste

Não sei por que buscas palavras longas
 para as coisas breves que nos assombram.

Não sei por que teces teias enormes
 para as incertezas que nos envolvem.

Não sei por que insistes. Não sei porque insistes
 em prender meus passos nesse limite.

Glória de Sant’Anna



quinta-feira, 16 de março de 2017

Meu querido filho _______


Meu querido filho _____

Mais um mês
acordando para a vida
sem a tua presença
Mais um mês
sentindo a vida
sem o teu toque
Mais um mês
vendo toda a vida
sem te poder ver
Mais um mês
ouvindo os sons da vida
sem as tuas palavras
Mais um mês
tentado sorrir para a vida
sem o teu sorriso
Mais um mês
vivendo
sem a tua vida!

Lembraste desta fotografia? Foi na Expo 98 (acompanhado da tua irmã Sano Ogawa e da tua prima Joana Salta). Dias de correria para tentar ver todos os pavilhões. Dias em que tu, amante do conhecimento, foste feliz.

Beijo de saudade meu querido filho!

domingo, 12 de março de 2017

Liberdade ___________


“Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância.”

Simone de Beauvoir