terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Feliz Natal


Aproxima-se o Natal, uma das épocas em que nos reuníamos todos à volta da mesa.
Desde que vim para Vizela (a minha Estrelina Nuno Salta ❤ tinha 3 anos e a minha Princesa do Sol Nascente Sano Ogawa ❤ ainda não me tinha sido oferecida por Deus) só havia 2 épocas no ano que nos reuníamos: nas férias (porque vários membros da família comemoram o seu aniversário nos meses de verão) e no Natal.
E falando em Natal não poderia deixar de falar em presentes. Mas não me refiro aos bens materiais. Refiro-me aos dois Presentes que Deus me deu: os meus filhos. Não nasceram no Natal mas o dia do seu nascimento para mim foi Natal. Como o é todos os dias.
Fui abençoada por dois excelentes filhos e os melhores irmãos!
Aproxima-se o Natal, o do calendário e já faltarão pessoas à mesa (o meu pai, a minha mãe e o meu filho) mas estarão mais dois Presentes de Deus___ os meus sobrinhos-netos Carolina e Gabriel.
Aproxima-se o Natal, o do calendário, época onde muitos se "lembram" de quem sofre, dos carenciados de tudo_____ e que os ignoraram durante quase todo o ano.
Aproxima-se o Natal, o do calendário____ e eu agradeço a Deus os dois Presentes que me deu. Que me fizeram e fazem feliz, dos quais me orgulho pela sua fraternidade entre si e com os outros.
Deus veio buscar o meu filho 11 dias antes de ele completar 28 anos. Foi cuidadoso. Assim continuo a comemorar o "Natal" de 27 de Junho de 1984.
Aproxima-se o Natal, o do calendário e apesar das saudades imensas do meu amado filho, dou graças a Deus por tudo de bom que me tem proporcionado.
Aproxima-se o Natal, o do calendário!
Feliz Natal para todos! 🎄 ✨ ✨

sábado, 3 de dezembro de 2016

7 meses ___________


Faz hoje 7 meses que recebi a noticia que tinha cancro da mama. Foi numa terça-feira, dia 3 de Maio.
Fui passar o meu 60º aniversário com a minha filha e família no fim de semana anterior.
No dia 2 de Maio, na plataforma da Estação do Oriente, enquanto esperava pelo comboio que viria de Santa Apolónia e em direcção ao Porto, recebi o telefonema. Era do serviço de cirurgia do Hospital de Guimarães. O Dr. João Reis queria falar comigo no dia seguinte. Era urgente. Era o resultado da biopsia mamária que tinha feito na semana anterior. Foi rápido ____ nem 8 dias!
Não senti nenhum "baque", nem fiquei com taquicardia ____ pensei calmamente: tens cancro e vais ter que enfrentar uma batalha.
Quase de imediato os meus filhos surgiram no meu pensamento. A minha Estrelinha Nuno Salta e a minha Princesa do Sol Nascente Sano Ogawa . Eles são as pessoas mais importantes da minha vida. Pensando neles, nem por um segundo, receei a doença. Não ia dar esse prazer ao dito cancro, doença, malzinho!
Desde então o caminho que percorri no Hospital de Guimarães e no Hospital de Braga, entre consultas, cirurgias e tratamentos, fortaleceu-me. Tive o privilégio de conhecer profissionais de saúde excelentes e pessoas com cancro batalhadoras e cheias de esperança.
O tratamento e vigilância durará 5 anos. Já só faltam 4 anos e 5 meses!

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Meu querido filho ________


Meu querido filho,

Mais um mês se passou.
O tempo percorre as ruas das nossas memórias
E tenho tantas memórias, doces, divertidas, angustiadas, cheias de amor por ti.
Mas as memórias nunca estão sós. Elas andam entrelaçadas às saudades.
Lembras-te desta foto? Como estavas feliz. Apesar de seres pacato e pouco falador transmitias paz e felicidade. A tua felicidade passsava sempre pela felicidade que proporcionavas a quem de rodeava, principalmente á tua querida irmã.
Aqui estás como te vejo: a flutuar na imensidão do infinto com teu sorriso lindo. Adoro-te meu filho.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Dá que pensar ...................


"Tanta gente aí à espera ansiosamente para ver o que a vida oferece, só que não sai de casa, e quando sai, não tem o olhar curioso nem o espírito aberto para receber o que ela traz."

Martha Medeiros

domingo, 13 de novembro de 2016

Mais uma etapa ________


"No amor podemos substituir uma pessoa por outra, mas não na amizade, porque cada amigo tem o seu lugar e não podemos substitui-lo."

António Lobo Antunes

Mais uma etapa neste dia a dia contra o cancro, a doença, o malzinho. Esta etapa foi preventiva. Teve que ser. Reconheço que não sou muito cuidadosa comigo. E para não haver surpresas fui sujeita a nova cirurgia.
Mas, como acima referi, a luta contra o cancro, a doença, o malzinho é no dia a dia. Nesta luta a pessoa mais importante é quem a trava. É certo que toda a estrutura da Saúde: Médicos, enfermeiros, administrativos, os exames complementares de diagnóstico e vigilância e os tratamentos são fundamentais. Mas a força de vencer tem vir de nós, portadores de doença oncológica.
A nossa mente comanda o nosso corpo tal como o nosso espírito comanda a nossa vida. E é assim que vou continuar, um dia de cada vez, a ultrapassar etapas na minha Vida.
O meu agradecimento à minha Colega Drª Lucinda da Graça que me vigiou e operou e a toda equipa do Serviço de Ginecologia do Hospital Senhora da Oliveira.
Quero agradecer a todas as pessoas amigas que, através das redes sociais, de mensagens e telefonemas me acompanharam nestes 4 dias.
Agradeço a todos os meus Colegas (Médicos, enfermeiros, Secretários Clinicos e Funcionários) da USF Physis, da USF Novos Rumos e do Centro de Saúde de Vizela pela preocupação com esta cirurgia.
Agradecimento especial à minha familia Vizelense, Goreti, João, Nuno Pinto e Daniela Pinto como à minha Amiga Maria Ivone Pinto Guimaraes.
Não posso esquecer uma pessoa, que entrou mais recetemente na minha vida, mas que me tem acompanhado e apoiado nestas etapas: beijinho grande Alzira Faria.
Mais uma vez o meu irmão António José e minha cunhada Ana Salta se disponibilizaram para estar comigo nestes dias do pós- operatório. Agradeço a Deus me ter proporcionado ser sua irmã.
Agradeço a toda a minha família.
Ao meu filho e minha Estrelinha Nuno Salta e à minha filha e minha Princesa do Sol Nascente Sano Ogawa dedico a minha luta e amor infinito.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Dá que pensar __________


"A intensidade da decepção é proporcional à amizade, ao afecto, ao amor e ao carinho que tens por quem te proporcionou tal dor."

(Autor desconhecido)

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

O Meu Cancro

O Meu Cancro



O meu cancro_______

Na medicina dois mais dois não são quatro!
Não posso dizer que já não tenho o cancro da mama. Posso dizer que farei tudo para o "abater"!

Este documentário demonstra que na vida não existem certezas ___
existem batalhas diárias, superações, momentos de fragilidade,
determinação e acima de tudo VIVER!
Não vai ser o meu cancro que me vai impedir de VIVER.
Eu decido o meu VIVER!

A minha vida, a minha filha, a minha família, as minhas amigas e meus
amigos, a minha profissão fazem parte do meu VIVER. É para esse VIVER
que travo a batalha contra o meu cancro.
É para esse VIVER que me
levanto todos os dias, mesmo sabendo que a dor da perda e as saudades do
meu filho me acompanharão. Também por ele, pelo eterno meu menino,
decido o meu VIVER!







terça-feira, 18 de outubro de 2016

Medicina Geral e Familiar _____


Por ser Dia do Médico______
É assim que entendo a Medicina Geral e Familiar:

A minha utente A. S. de 82 anos de idade veio para a consulta de vigilância de Diabetes e Hipertensão.
É uma senhora viúva que já foi emigrante, trabalhou muito e desde muito nova e sofre a dor de ter perdido uma filha. Ficou com a sua neta, ainda menor, a seu cargo (hoje já é uma jovem adulta formada e independente).
Devido à idade e já a uma certa necessidade de ser acompanhada foi viver com outra filha para Águeda.
Mas quis manter a sua inscrição na minha lista.
- Não quero mudar de Médica. Foi sempre a Senhra Drª que me tratou. Já me conhece por dentro.
- Mas a sua filha tem de a trazer cá. É um transtorno.- disse eu
- Não faz mal. Ela é vendedora e vem para estes lados muitas vezes. Venho com ela de manhã e vou à noite. Aproveito e vejo como está a minha casa aqui. Mas deste Centro de Saúde não saio. - respondeu a minha utente
Hoje ela chegou muito nervosa e foi dizendo:
- Desculpe Srª Drª mas estou desorientada. Recebi uma carta de um advogado, penso que seja por causa de um vizinho e já não fiquei bem.
- Tenha calma. Já leu a carta?
- Não.
- Mostre lá a carta. Até pode ser um assunto simples.
Lá procurou na carteira e entregou-me um registo.
- Mas ainda não foi levantar a carta - disse eu
- Pois. Eu fui mas já tinha sido devolvida. E agora vou ficar sem saber qual é o assunto.- disse muito nervosa
- Tenha calma. Eu vou ver se a posso ajudar.
Reparei que no registo vinha o nome de um advogado. Fui ao "Dr. Google" e pesquisei.
Encontrei um e tinha o contacto. Pedi licença à minha utente para ligar a saber se era o mesmo advogado da carta. Ela anuiu e agradeceu.
Liguei, identifiquei-me e expliquei o assunto à senhora que me atendeu (possivelmente a secretária) e esta confirmou que tinham recebido um registo devolvido no nome da minha utente.
Expliquei que a minha utente vivia com a filha em Águeda e, dado a "aflição" dela, se não poderia reenviar a carta para a morada da filha.
Mas a minha utente , com os nervos já nem sabia dizer a morada correctamente.
Disse-lhe para ligar à filha que eu falaria com ela. Assim foi: com os 2 telemóveis em chamada fui dando a morada à Secretária do advogado.
Assunto resolvido e a minha utente ficou mais calma.
Fartou-se de me dizer que estava a perder tempo com ela. E eu respondia que era meu dever ajudá-la mesmo que não fosse para casos relacionados com a medicina.
Deixei-a acalmar, fui vendo as análises e exames. Fui fazendo os cliques todos para os indicadores e depois medi-lhe a tensão arterial. Vá lá, estava dentro dos parâmetros normais. Já estava calma. Fiz o resto da observação, receitas e análises passadas e nova consulta marcada.
Antes de sair ela perguntou se podia dar-me dois beijinhos.
- Claro que sim! - respondi
Ela saiu mais calma e eu fiquei com dois beijos cheios de gratidão e amizade!

"Nas nossas vidas diárias, devemos ver que não é a felicidade que nos faz agradecidos, mas a gratidão é que nos faz felizes."

Albert Clarke

domingo, 16 de outubro de 2016

A casa está vazia .........


Abre-se a janela....

Abre-se a janela
entra o som da vida
e através dela
vejo a minha pequenez.

No rolar dos carris
as imagens correm
tanta terra, tanto país
somos tantos no viver.

Viagens divididas
coração em metade
memórias vividas
na janela da maternidade.

MRS

Mais um mês sem ti meu querido filho.
A casa está vazia desde o dia que partiste.
As viagens para Lisboa são frequentes. Lá tenho um lar____ a casa da tua irmã Ana Rita 💓. Lá encontro-me com os teus tios e primos. Lá tenho o calor da família.
A casa está vazia, sem ti ______ mas cheia de memórias tuas.
Essas mesmas memórias são, simultâneamente, boas e dolorosas.
A casa está vazia, sem ti _____ mas a tua presença, mesmo que calado e quieto na tua sala de trabalho, espalhava-se ao som da música clássica que ouvias.
A casa está vazia sem ti meu filho Nuno Salta 💓 ______ mas as saudades ultrapassam as suas paredes! Amo-te 💓

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Mais uma etapa _________


Hoje fui à consulta de Oncologia do Hospital da Senhora de Oliveira.
Segundo a minha colega, que já está no meu coração, está tudo bem.
A conversa foi agradável e saí com o meu pensamento nos meus filhos: o Nuno a minha Estrelinha e a Ana Rita a minha Princesa do Sol Nascente.
Já ficou marcada a nova consulta para Fevereiro de 2017.
No próximo mês vou voltar a ser internada (tomei-lhe o gosto 😉) para fazer uma cirurgia: retirar o útero e os ovários. Menos uma preocupação para mim dado que sou uma "desleixada" com a minha vigilância.
Lá diz o ditado: casa de ferreiro espeto de pau!😃

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Sonhar ______________


Queria voar como um balão
subir até te encontrar
para te dar a mão
e nunca mais te largar.

Queria voar como um balão,
para ir buscar-te ao infinito,
voltar enlaçada na tua mão
e viver convosco até ser só espirito.
MRS

Amo-te meu filho Nuno Salta 💓 ____ Amo-te minha filha Ana Rita/Sano Ogawa 💓

"— Dói-te alguma coisa?
— Dói-me a vida, doutor.
— E o que fazes quando te assaltam essas dores?
— O que melhor sei fazer, excelência.
— E o que é?
— É sonhar."

Mia Couto

terça-feira, 11 de outubro de 2016

sábado, 8 de outubro de 2016

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

"A vida nem sempre é como sonhamos"


"A vida nem sempre é como sonhamos"

Hoje fechou-se mais um ciclo na minha vida ____ meu trabalho na Unidade de Cuidados Continuados de Vizela. Desde que meu filho faleceu a vida tem-me levado para caminhos nunca sonhados.
Esta difícil decisão foi sendo ponderada ao longo destes 4 anos. As minhas idas a Lisboa são cada vez mais constantes. Necessito de estar com a minha filha e a minha família.
Outras situações foram aparecendo como, mais recentemente, o cancro, a doença, o malzinho.
Mudanças estão a ser feitas, passo a passo, rascunhadas mas sem planos certos.
Hoje foi mais um dia em que a tristeza da despedida me invadiu. Não pude conter as lágrimas da despedida originada por outra despedida _____a dura despedida que aconteceu no dia 16 de Junho de 2012 com a morte do meu filho.
Durante mais de 5 anos trabalhei com pessoas fantásticas e excelentes profissionais (de todas as áreas).
Foram momentos de trabalho, de partilha, de convívio, de riso com os nossos disparates ___ nem a diferença de idades (a maioria poderiam ser meus filhos) nos separou.
Querida equipa da Unidade de Cuidados Continuados de Vizela quero agradecer-vos todos os momentos que passamos juntos e o carinho que sentem por mim. Adoro-vos e estarão sempre no meu coração. ❤

* Desejo à minha Colega Drª Nuna Vieira felicidades no cargo que vai desempenhar e que sinta o carinho da preciosa família desta Grande Instituição.

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Mais um mês ________


Meu querido filho,

Já não conto os meses _____ são demasiados!
Hoje faz mais um mês que a tua Vida terrena terminou a caminho de um convivio/jogo de futebol com os teus colegas de doutoramento.
Sem sequer imaginar aprendi muito contigo.
Afinal tu tinhas razão____ os teus dias eram vividos "sem pressas", "sem stress" e "sem Planos Certos". Até para nascer não tiveste pressa, aguentei 42 semanas e quase que foste "arrancado à força" no parto.
Deixaste a vida correr cumprindo as tuas obrigações atempadamente.
Aprendi a ter poucas certezas. Aprendi a viver o hoje e o agora. Aprendi a não tentar idealizar um futuro que ainda não chegou.
Já não conto os meses, já não conto os dias ____ as saudades aumentam, a dor da tua ausência mantém-se VIVA até ao dia que me reencontrar contigo.
Amo-te meu querido filho! 💗

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Dá que pensar ______


"Não há nada pior do que ser tarde demais."

Charles B.