domingo, 25 de janeiro de 2009

Termas de Vizela - outrora a Rainha das Termas



"Indicações

Reumatismo, nevralgias, dermatoses, dispepsias, sífilis, catarros das mucosas (Correia 1922)
Reumatismos, Doenças crónicas das vias respiratórias; dermatoses (Mourisco)
Afecções uterinas e anexiais; nevrites; flebites; úlceras varicosas, afecções gastrointestinais (águas de Velmenso) (Anuário1963)

Vias respiratórias, doenças reumáticas, músculo-esqueléticas e da pele (preçário 2004)

Tratamentos/ caracterização de utentes

Tratamentos:
"Meios de Cura: Banhos de imersão em banheira individual e piscina. Hidromassagem em banheira e piscina. Duche com massagem (Vichy), lamas medicinais, vapor à coluna (Bertholet); Irrigação nasal, Pulverização e inalação.
Centro de Manutenção: Piscina de 25 metros, aulas de natação, sauna, duche escocês, duche de massagem (Vichy). Hidromassagem em banheira e piscina." (preçário, 2004)

A frequência termal nos últimos anos foi a seguinte: 2002 - 4194 aquistas; 2001 - 3963 aquistas; 2000 - 3862 aquistas; 1999 - 3704 aquistas; 1998 - 5021 aquistas; 1997 - 5314 aquistas; 1996 - 4976 aquistas;


Instalações/ património construído e ambiental

“As nascentes são múltiplas (mais de 50), divergindo umas das outras pela temperatura (15 a 60º) e pela sua sulfuração, não carecendo de ser aquecidas para as aplicações prescritas. Formam grupos distintos de que os principais são: das Lameiras; do Médico; do Rio Mourisco” (Anuário 1963).
No Anuário de 1963 o estabelecimento é descrito do seguinte modo: “Dispõe de três estabelecimentos dotados do completo e perfeito arsenal hidrológico, dois na margem direita do rio Vizela e um na margem esquerda, que ocupam uma área coberta de 3700 m2, o que leva a crer que são as maiores do país. O Estabelecimento principal (1.ª e .2ª Classe) é o destinado aos tratamentos da 3.ª Classe e indigentes, na margem direita; o do Mourisco, especialmente indicado para o tratamento das doenças da pele, na margem esquerda.” (Anuário1963)
Actualmente o balneário do Mourisco está desactivado e todo o serviço termal é prestado no edifício principal, que continua a deslumbrar pelas suas dimensões interiores e pelos imensos corredores que se abrem para as múltiplas salas de tratamento. Por detrás do edifício foi recentemente acrescentado um centro de manutenção, ou “clube de saúde”, com ginásio, piscina e outros serviços balneoterápicos de livre acesso.
No Anuário (1963), na alínea sobre divertimentos, são enumerados “um vasto e frondoso parque, com agradáveis passatempos (Dancing – Ténis – Patinagem – Parque infantil, etc.), um encantador rio onde se pratica a natação, o remo e a pesca fluvial, um Stand de tiro aos Pombos, um Casino com amplo salão de dança, um cine teatro, cafés e casas de chá, etc.," que "fazem de Vizela uma estância de turismo privilegiada”.
Infelizmente a maior parte deste “divertimentos” já não são possíveis, nadar no”encantador rio” pode ser perigoso, e no que respeita à pesca se algum peixe sobreviveu nestas águas é com certeza de uma espécie adaptada à poluição industrial mas não comestível. O parque termal continua a ser frondoso, mas bastante abandonado, já sem ténis, patinagem ou dancing.

Agora que a euforia industrial iniciada nos anos 60 está em decadência, Vizela tem de procurar outras valências que respeitem os seus valores naturais. O termalismo foi a origem de Vizela como povoação romana e poderá ser um elemento forte nesta cidade, apostando no futuro de um Baixo Minho que será em breve uma enorme zona urbana, onde Vizela, o rio, as termas e o património serão novamente local de lazer e de bem-estar.

Natureza

Sulfúreas sódicas, carbonatadas, siliciosas, litinadas, frias e hipertermais (15º a 65º), hipomineralisadas (0,33 a 0,36 g) (Correia 1922)
Sulfuradas sódicas, radioactivas e ricas em flúor (23,6 mg/l) (Anuário 1963)
Sulfúrea sódica hipotermal, fluoretada, com "uma escala de temperaturas entre 15º e 65º e valores de radioactividade que no grupo do rio atingem 31 nanocuries […] Sendo das águas mais fluoretadas do país, não é de estranhar que algumas das suas propriedades especificas estejam associadas à presença deste elemento em teores anormalmente elevados, mas não é possível ainda estabelecer correlação directa” (Almeida e Almeida 1988)
Sulfúrea sódica, hipertermal (61º) (Calado 1995)
Bicarbonatada sódica sulfúrea (IGM, ficha)"

In Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa

2009 será o ano do seu renascimento ou do seu funeral?