quinta-feira, 9 de abril de 2009

Missão quase impossível

Ligar para o CHAA e conseguir falar com alguém, para além do/a telefonista é uma missão quase impossível. Fico longos minutos agarrada ao telefone (e a tendinite do meu ombro a queixar-se) e, na maior parte das vezes, não consigo obter uma informação. Talvez consiga através destes telefones artesanais vindos da memória da minha infância.