domingo, 9 de agosto de 2009

Ser Rotário



"Estamos em Rotary, porque alguém nos convidou e nós aceitamos. Esta foi a condição básica.
Em princípio, fomos escolhidos por gozarmos de boa reputação nas nossas ocupações profissionais e possuírem índole comunicativa, em suma pudemos trazer para o movimento a nossa experiência e capacidade de liderança.
Ser Rotário significa assumir um sério compromisso em termos de tempo e energia, assistir às reuniões semanais do Clube.Ser Rotário é porém bastante mais. Exige participar activamente nos projectos do Clube, através das respectivas Comissões de Serviço e através delas adquirir os conhecimentos e a perseverança com os quais possa vir a servir num maior compromisso como o de Presidente.
Ser Rotário é saber enriquecer a vida dos outros e ao mesmo tempo descobrir o Mundo gratificante da Prestação de Serviços.
Ser Rotário é também pertencer à maior Associação Mundial de amigos, é usar na lapela um emblema que o distingue em qualquer parte do Mundo. É poder participar nas reuniões de mais de 33.000 Clubes.
Ser Rotário é, indiferente à língua, à raça ou ao credo, ajudar pelo mesmo ideal, transpondo barreiras, a contribuir para a aproximação dos povos e a Paz entre as Nações.
Rotary existirá enquanto o Mundo dele necessitar. Rotary existirá enquanto existirem Homens e Mulheres de Boa Vontade, empenhados em servir o próximo." (C.º Boaventura Nogueira do Rotary Club de Torres Vedras)

Rotary é uma das minhas paixões. Entrei para Rotary pela mão do C.º Domingos Vaz Pinheiro, Sócio Fundador do Rotary Club de Vizela e Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vizela, em Junho de 2001. E logo me apercebi que já era rotária sem saber. Muitas pessoas são rotárias apesar de não pertencerem ao Movimento Rotário. Pessoas com ética, bons profissionais, bons lideres, bons cidadãos e acima de tudo dão de si sem pensar em si. Muitas pessoas integram outras Associações com o mesmo "espírito de servir o próximo" dos rotários. E como pessoas que somos inseridas numa comunidade, temos o direito de não só pertecermos a outras Associações como de ter ideiais diferentes, religião diferente,etc. Mas tudo isso fica à porta do Clube. Dentro do Rotary Club só vestimos a "camisola de rotário". Os assuntos mais diversos podem e devem ser discutidos mas sem "partidarismos".
Ninguém tem o direito de por em causa uma Instituição como o Rotary atacando os seus membros pela sua opção politica ou religiosa enquanto cidadãos. Só pessoas mal formadas, mal intencionadas e que desconhecem o que é ser rotário pode intentar contra uma Instituição ligada a um Movimento com 104 anos.