quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Mundo



Fotografias perfeitas para um Mundo imperfeito. Bom 2010.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

A letra P



A letra "P" - Apenas a língua portuguesa nos permite escrever isso:

Pedro Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor português, pintava portas, paredes, portais. Porém, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos. Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder progredir.

Posteriormente, partiu para Pirapora. Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres. Porém, pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar panelas, porém posteriormente pintou pratos para poder pagar promessas.

Pálido, porém personalizado, preferiu partir para Portugal para pedir permissão para papai para permanecer praticando pinturas, preferindo, portanto, Paris.

Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia pintá-los. Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu penhascos pedregosos, preferindo pintá-los parcialmente, pois perigosas pedras pareciam precipitar-se principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedirem pousada, provocando provavelmente pequenas perfurações, pois, pelo passo percorriam, permanentemente, possantes potrancas.

Pisando Paris, pediu permissão para pintar palácios pomposos, procurando pontos pitorescos, pois, para pintar pobreza, precisaria percorrer pontos perigosos, pestilentos, perniciosos, preferindo Pedro Paulo precaver-se.

Profundas privações passou Pedro Paulo. Pensava poder prosseguir pintando, porém, pretas previsões passavam pelo pensamento, provocando profundos pesares, principalmente por pretender partir prontamente para Portugal. Povo previdente! Pensava Pedro Paulo... Preciso partir para Portugal porque pedem para prestigiar patrícios, pintando principais portos portugueses. – Paris! Paris! Proferiu Pedro Paulo.

Parto, porém penso pintá-la permanentemente, pois pretendo progredir. Pisando Portugal, Pedro Paulo procurou pelos pais, porém, papai Procópio partira para Província. Pedindo provisões, partiu prontamente, pois precisava pedir permissão para papai Procópio para prosseguir praticando pinturas.

Profundamente pálido, perfez percurso percorrido pelo pai. Pedindo permissão, penetrou pelo portão principal. Porém, papai Procópio puxando-o pelo pescoço proferiu: Pediste permissão para praticar pintura, porém, praticando, pintas pior. Primo Pinduca pintou perfeitamente prima Petúnia. Porque pintas porcarias? Papai – proferiu Pedro Paulo – pinto porque permitiste, porém, preferindo, poderei procurar profissão própria para poder provar perseverança, pois pretendo permanecer por Portugal.

Pegando Pedro Paulo pelo pulso, penetrou pelo patamar, procurando pelos pertences, partiu prontamente, pois pretendia pôr Pedro Paulo para praticar profissão perfeita: pedreiro! Passando pela ponte precisaram pescar para poderem prosseguir peregrinando.

Primeiro, pegaram peixes pequenos, porém, passando pouco prazo, pegaram pacus, piaparas, pirarucus. Partindo pela picada próxima, pois pretendiam pernoitar pertinho, para procurar primo Péricles primeiro. Pisando por pedras pontudas, papai Procópio procurou Péricles, primo próximo, pedreiro profissional perfeito.

Poucas palavras proferiram, porém prometeu pagar pequena parcela para Péricles profissionalizar Pedro Paulo. Primeiramente Pedro Paulo pegava pedras, porém, Péricles pediu-lhe para pintar prédios, pois precisava pagar pintores práticos. Particularmente Pedro Paulo preferia pintar prédios. Pereceu pintando prédios para Péricles, pois precipitou-se pelas paredes pintadas. Pobre Pedro Paulo pereceu pintando...

Permita-me, pois, pedir perdão pela paciência, pois pretendo parar para pensar... Para parar preciso pensar.

Pensei. Portanto, pronto pararei.

(recebido por e-mail)

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Viajar em véspera de Natal



A TAP Portugal e a ANA desejaram hoje as Boas Festas aos passageiros no Aeroporto de Lisboa de uma forma diferente! Uma ideia que já não é nova, mas que sempre pode ser uma forma de alegrar as pessoas nas mais variadas ocasiões. "O importante é ser feliz" como escreveu o José Paulo, meu utente de 8 anos.

domingo, 27 de dezembro de 2009

Dar Vida à Ana

(clique na imagem)

A Ana Critina está em casa a passar esta quadra festiva. Após o 2º ciclo de quimioterapia foi-lhe concedido este belo presente, estar junto aos seus, principalmente ao pequenino Martim. Uma imagem de momento de felicidade entre momentos de angústia. A Ana Cristina necessita de dador de medula urgentemente. Se tiver entre 18 e 45 anos, mais de 50 kg e for saudável inscreva-se num dos Centros de Histocompatibilidade. Seja o possível sopro de vida da Ana.


http://www.chnorte.min-saude.pt

http://www.histocentro.min-saude.pt

http://www.chsul.pt/web

Excelente



Uma pintura diferente.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Coisas do meu tempo - gira-discos

Recordações de juventude. Tempos em que os discos de vinil de 33 ou 45 rotações faziam furor nas festas de sábado à noite em Luanda. Tempos em que se acreditava que o mundo um dia seria justo ao som das músicas de Bob Dylan, Joan Baez e outros.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Postal de Natal 2




Feliz Natal para todos vós.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

São Mamede



"SE TIVESSE QUE ESCREVER UM LIVRO DE MORAL, AS PRIMEIRAS 99 PÁGINAS FICARIAM EM BRANCO E NA 100ª PÁGINA ESCREVERIA UMA SÓ FRASE: EXISTE UM ÚNICO DEVER, O DEVER DE AMAR".

ALBERT CAMUS (1913-1960) Pode ver AQUI

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Bocage



Manuel Maria de Barbosa l'Hedois du Bocage (Setúbal, 15 de Setembro de 1765 — Lisboa, 21 de Dezembro de 1805), poeta português e, possivelmente, o maior representante do arcadismo lusitano. Embora ícone deste movimento literário, é uma figura inserida num período de transição do estilo clássico para o estilo romântico que terá forte presença na literatura portuguesa do século XIX. Ver mais AQUI.

Autobiografia

De cerúleo gabão não bem coberto,
passeia em Santarém chuchado moço,
mantido, às vezes, de sucinto almoço,
de ceia casual, jantar incerto;

dos esbrugados peitos quase aberto,
versos impinge por miúde e grosso;
e do que em frase vil chamam caroço,
se o que, é vox clamantis in deserto;

pede às moças ternura, e dão-lhe motes;
que, tendo um coração como estalage,
vão nele acomodando a mil peixotes.

Sabes, leitor, quem sofre tanto ultraje,
cercado de um tropel de franchinotes?
– É o autor do soneto: – é o Bocage.

Bocage, in 'Rimas'

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

domingo, 13 de dezembro de 2009

Pablo Neruda - Amigo


Amigo

Amigo, toma para ti o que quiseres,
passeia o teu olhar pelos meus recantos,
e se assim o desejas, dou-te a alma inteira,
com suas brancas avenidas e canções.

Amigo - faz com que na tarde se desvaneça
este inútil e velho desejo de vencer.

Bebe do meu cântaro se tens sede.

Amigo - faz com que na tarde se desvaneça
este desejo de que todas as roseiras
me pertençam.

Amigo,
se tens fome come do meu pão.

Tudo, amigo, o fiz para ti. Tudo isto
que sem olhares verás na minha casa vazia:
tudo isto que sobe pelo muros direitos
- como o meu coração - sempre buscando altura.

Sorris-te - amigo. Que importa! Ninguém sabe
entregar nas mãos o que se esconde dentro,
mas eu dou-te a alma, ânfora de suaves néctares,
e toda eu ta dou... Menos aquela lembrança...

... Que na minha herdade vazia aquele amor perdido
é uma rosa branca que se abre em silêncio...

Pablo Neruda, in "Crepusculário"
Tradução de Rui Lage

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

The Piano



Uma animação original e enternecedora sobre a vida.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Declaração Universal dos Direitos do Homem - video

Declaração Universal dos Direitos do Homem



A Declaração Universal dos Direitos Humanos foi adotada pela ONU em 10 de dezembro de 1948 (A/RES/217). Esboçada principalmente por John Peters Humphrey, do Canadá, mas também com a ajuda de várias pessoas de todo o mundo - Estados Unidos, França, China, Líbano entre outros, delineia os direitos humanos básicos.

Ver a declaração AQUI.

Vamos relembrar esta Declaração no nosso dia a dia...

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Pietá



Vejo-te ainda, Mãe, de olhar parado,
Da pedra e da tristeza, no teu canto,
Comigo ao colo, morto e nu, gelado,
Embrulhado nas dobras do teu manto.

Sobre o golpe sem fundo do meu lado
Ia caindo o rio do teu pranto;
E o meu corpo pasmava, amortalhado,
De um rio amargo que adoçava tanto.

Depois, a noite de uma outra vida
Veio descendo lenta, apetecida
Pela terra-polar de que me fiz;

Mas o teu pranto, pela noite além,
Seiva do mundo, ia caindo, Mãe,
Na sepultura fria da raiz.

Miguel Torga

Homenagens às mães que perderam seus filhos.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

sábado, 5 de dezembro de 2009

Dar Vida à Ana

(clique na imagem)

A Ana Cristina Pereira Santos de 36 anos de idade, às 32 semanas da 2ª gravidez é-lhe diagnosticada LEUCEMIA MIELOBLÁSTICA AGUDA M6. A 1ª garvidez teve um desfecho fatídico com morte fetal "in útero" ao 7º mês.

Dada a gravidade da situação e a necessidade urgente de iniciar quimioterapia, foi provocado o parto. O bébe esteve internado e actualmente está bem.

A Ana Cristina iniciou agora o 2º ciclo de quimioterapia e necessita urgentemente de encontrar um dador de medula óssea, devido ao facto da Leucemia ser M6 de muito mau prognóstico pela grande facilidade de recidivar.

A Ana Critina é prima de uma colega minha da Unidade da Saúde Familar Novos Rumos em Vizela.

A Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Vizela está, junto do Centro de Histocompatibilidade do Norte, a providenciar uma campanha para inscrição de novos dadores de medula óssea a ter lugar em Vizela.

A divulgação da data e local será feita logo que sejam definidos. Estejam atentos e colaborem pois não custa nada e podem salvar a vida a quem dela precisa.

O link para o BLOGUE da Ana Cristina ficará na coluna à dtª.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Il Silenzio



Em homenagem a Francisco Sá Carneiro, Adelino Amaro da Costa, Snu Abecassis, Maria Manuel Amaro da Costa, António Patrício Gouveia e os pilotos Jorge Albuquerque e Alfredo de Sousa, falecidos em acidente aéreo ocorrido em Camarate no dia 4 de Dezembro de 1980.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

La Cumparsita



Isto é que é dançar/patinar.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Dia Mundial da luta contra a SIDA



De acordo com os dados divulgados pelo Programa Nacional de Prevenção e Controlo da Infecção VIH/Sida 2007-2010, o primeiro caso de SIDA em Portugal foi diagnosticado em Outubro de 1983, sendo que até 31 de Dezembro de 2006 foram notificados ao Centro de Vigilância Epidemiológica das Doenças Transmissíveis 30.366 casos de infecção VIH/SIDA.

Destes, 45 por cento corresponderam a utilizadores de drogas injectáveis, 37,5 por cento foram associados a transmissão heterossexual, 11,9 por cento a transmissão homossexual e 5,6 por cento a outros modos de transmissão. Divulga ainda o programa que, do total acumulado de 13.515 casos de Sida, 17,7 por cento ocorreram em mulheres, 84,6 por cento ocorreram no grupo etário dos 20 aos 49 anos, 3,3 por cento correspondem a infecções por VIH2 e 1,4 por cento simultaneamente por VIH1 e VIH2.

A SIDA é para prevenir e não para remediar.

SIDA que está Esquecida!