quarta-feira, 21 de abril de 2010

Porque sou do BENFICA?


Porque é que sou do Benfica? Porque é que sou deste CLUBE, e não de outro qualquer? A verdade é que, para começar, eu não escolhi ser do Benfica. Não acordei um dia e disse «Bom, tenho de escolher ser de um clube e vou ser do Benfica». Porque ser Benfiquista não é, para mim, uma questão de escolha. Nasci assim, já Benfiquista, já pronta a torcer pelo maior clube de Portugal. Não precisei de escolher nada porque, desde o momento em que abri os olhos para o Mundo, algo dentro de mim que me disse que pertencia a esta família. E o Benfica é uma família, é por isso que somos diferentes. Ser benfiquista é um dom e, como qualquer dom, nasce então connosco. Não se pode escolher, não se pode questionar, é assim e acabou-se.
Desde que me lembro que sou Benfiquista e sei que nunca duvidei das minhas cores, nunca pensei sequer por um segundo em mudar de clube, como acontece com tantas outras crianças. Nunca fui naquela conversa de "Eu dou-te X para seres do Sporting". A verdade é que é difícil dizer porque sou do Benfica, ou melhor, é impossível. E também é difícil expressar por palavras o que é ser Benfiquista. Posso dizer que ser Benfiquista é ser diferente, é diferente de ser de qualquer outro clube. É saber que somos do maior de Portugal, é sofrer com o nosso clube mas, ainda assim, apoiá-lo até ao limite. Tenho a certeza que dentro da barriga da minha mãe já cantava os cânticos do Benfica, e hei-de ser Benfiquista até morrer.

Em suma, ser do Benfica não se explica, sente-se.