sexta-feira, 7 de maio de 2010

Uma anedota vinda do Alentejo


Era uma vez dois alentejanos que estavam debaixo de um chaparro. Vira-se um para o outro:

- Compâdrî, tenho a braguilha aberta?

- Não compâdrî.

- Então urino amanhã.