terça-feira, 25 de dezembro de 2012




[DORME, MEU AMOR, QUE O MUNDO JÁ VIU MORRER MAIS]

Dorme, meu amor, que o mundo já viu morrer mais
este dia e eu estou aqui, de guarda aos pesadelos.
Fecha os olhos agora e sossega o pior já passou
há muito tempo; e o vento amaciou; e a minha mão
desvia os passos do medo. Dorme, meu amor -

a morte está deitada sob o lençol da terra onde nasceste
e pode levantar-se como um pássaro assim que
adormeceres. Mas nada temas: as suas asas de sombra
não hão-de derrubar-me eu já morri muitas vezes
e é ainda da vida que tenho mais medo. Fecha os olhos

agora e sossega a porta está trancada; e os fantasmas
da casa que o jardim devorou andam perdidos
nas brumas que lancei ao caminho. Por isso, dorme,

meu amor, larga a tristeza à porta do meu corpo e
nada temas: eu já ouvi o silêncio, já vi a escuridão, já
olhei a morte debruçada nos espelhos e estou aqui,
de guarda aos pesadelos a noite é um poema
que conheço de cor e vou cantar-to até adormeceres


MARIA DO ROSÁRIO PEDREIRA, in O CANTO DO VENTO DOS CIPRESTES, (Gótica, 2001)

sábado, 17 de novembro de 2012

O embondeiro.....


“Então, o menino, aprendiz da seiva, se emigrou inteiro para suas recentes raízes” 

Mia Couto


Ele está lá à minha espera......o embondeiro!

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Sorri.....




Sorri
Quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos, vazios
Sorri
Quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador
Sorri
Quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados, doridos
Sorri
Vai mentindo a tua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz

(letra de Djavan)

terça-feira, 6 de novembro de 2012



Eu sei......sei que falo muito em Luanda...em Angola.....em África......mas que fazer? Sinto que estou cada vez mais perto de voltar para lá!

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Choro sim, de saudades...de ti meu amado filho...


 




segunda-feira, 16 de julho de 2012

Nada mudará teu mundo meu AMADO FILHO...




Nada mudará o teu mundo.....o teu mundo de espírito através do universo de luz...faz hoje 1 mês que deixaste o mundo material...Meu Amor eterno e ilimitado que brilhas agora ao meu redor como um milhão de estrelas...quantas saudades...quantas saudades...de te tocar, abraçar, de ver a tua luzinha acesa, de te aconselhar cuidados, de sentir que eras feliz na tua profissão, no seio dos teus colegas e amigos/as...quantas saudades de ouvir-te falar das tuas "mazelas" após cada jogo de futebol...quantas saudades dos teus sábios conselhos...quantas saudades de te dar aquele beijo de boa noite...nada mudará o teu mundo meu filho querido...o meu mudou até que um dia nos encontremos de novo. AMO-TE FILHO!

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Pelo meu Filho Nuno

 
Meus queridos Amigos:

Vim só deixar umas palavras:


Para todos vós que se solidarizaram com a minha dor (pessoalmente, por sms, por telefone e aqui neste espaço), que me confortaram e confortam nesta etapa tão difícil da minha vida e da mi
nha família, destacando aqui a minha inconsolável filha que tem o melhor irmão do mundo, abraço-vos e agradeço todos os vossos gestos de amizade. Momento tão difícil mas sentir o calor dos vossos corações ajudou e ajudar-me-á a ultrapassá-lo. Um XI-♥

Peço mais uma vez para não se esquecerem do meu pedido: doem para a a AIREV e o Casal do Telhado.

Não sei se aqui voltarei, mas sei que estão todos no meu coração.

BEIJO

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Não sei....

Tudo tem um começo e um fim  e este blogue não é excepção.
O começo foi importante para se desenvolver ideias, partilhar experiências, colocar mensagens de esperança, outras pedindo ajuda para quem necessita de vida, alguns momentos de boa disposição, música....como gosto de música...de a ouvir e deixar a minha mente flutuar ao som dela.
Ao longo do tempo fui revelando um pouco de mim....das minhas paixões....do que me faz feliz....o que me entristece.....das desilusões.
Falei da minha profissão que tanto adoro ...da minha segunda família...a minha USF e meus utentes....
Não podia faltar a poesia.....a poesia que é a vida.....e os poemas feitos pelas mãos de poetas.
Também entrou a política.....primeiro a política inerente ao facto de sermos seres pensantes...depois a política activa...esta mais acutilante....pouco nítida....nebulosa....uma experiência que me fez crescer e ser mais cautelosa no "acreditar".
Vizela com as suas águas sulfurosas...Vizela com as suas grandiosas Termas fechadas também fizeram parte destes anos a escrever neste diário virtual.
Falei de Angola...Luanda....que saudades!
Falei um pouco dos meus filhos, amor tão especial que tenho por eles....
Falei do meu País....do Mundo.....dos horrores que se vão passando contra o "homem" e a natureza.
A esperança que nunca devia esmorecer.....foi definhando......ao longo do tempo...corroendo os meus ideais de juventude.
Senti muita solidariedade entre as pessoas quando chamadas a contribuir com a dádiva da vida....mas não chega....muitas ainda necessitam dessas dádivas!
O fim não é importante......importante é o resultado entre o começo e o fim.
Por isso não sei......será o fim do blogue? O dias vindouros mo dirão!
Agradeço a todos que foram passando por aqui.


Os Lírios



"Certa madrugada fria
irei de cabelos soltos
ver como crescem os lírios.

Quero saber como crescem
simples e belos – perfeitos! -
ao abandono dos campos.

Antes que o sol apareça
neblina rompe neblina
com vestes brancas, irei.

Irei no maior sigilo
para que ninguém perceba
contendo a respiração.

Sobre a terra muito fria
dobrando meus frios joelhos
farei perguntas à terra.

Depois de ouvir-lhe o segredo
deitada por entre os lírios
adormecerei tranquila."

Henriqueta Lisboa


terça-feira, 1 de maio de 2012

Parabéns Mãe!



Quem determina quando haverá mudança na nossa vida? Não é o calendário, não é um aniversário, nem um ano novo.... é um evento. Grande ou pequeno, mas algo que nos mude, que de preferência nos dê esperanças.... uma nova maneira de viver e de olhar para o mundo.... desfazendo-nos de velhos hábitos e memórias. O importante é nunca deixar de acreditar que podemos ter um novo começo, mas também é importante lembrar que existem alguns momentos,  que valem a pena serem guardados na nossa memória, porque, mesmo mudando, somos esses poucos..... mas tão importantes momentos.
Hoje mudo de ano, entro num novo ano da minha vida....já passaram 56 anos desde que nasci....mas diariamente tento lapidar as imperfeições que tenho. Tarefa difícil....mas que a farei mesmo sabendo que, um dia, algumas partirão comigo. 

O dia que hoje se refaz no calendário tem um grande significado e importância, mas não para o mundo, nem tanto para mim.....é o dia da minha mãe. Para ela sim, o dia tem toda a importância do mundo. Parabéns sim, para a minha mãe que me deu vida! 

Parabéns à minha sobrinha Gabriela que foi ontem mãe pela 1ª vez de uma linda menina chamada Carolina.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Vida......


"A vida tem tão de bela como de madrasta...."

domingo, 29 de abril de 2012

sábado, 28 de abril de 2012

domingo, 22 de abril de 2012

País Portugal pela Banda do Casaco




Álbum de 1977......os diabinhos continuam à solta!!

terça-feira, 17 de abril de 2012

1º Aniversário da Unidade de Cuidados Continuados de Vizela - dia 14-04-2012

 (Foto retirada da Página da UCCI no Facebook)
 
Neste 1º Aniversário da Unidade de Cuidados Continuados de Vizela (UCCI) vou partilhar momentos que vivi, senti e pude observar.

Quando me foi feita a proposta para fazer parte da equipa clínica da UCCI aceitei com alegria pois durante alguns anos acompanhei O Sr. Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vizela, Domingos Vaz Pinheiro na sua "luta" pela abertura do Hospital, desde Governo Civil à ARS-Norte as audiências iam-se sucedendo. Mas, apesar de as respostas aos pedidos efectuados não serem positivas o Sr. Provedor nunca desistiu de reabrir o espaço que, já tinha sido um Hospital com internamento, cirurgias e sala de partos. O tempo foi passando mas a persistência nunca foi esmorecida. Até que surgiu a oportunidade com a criação de Rede Nacional de Cuidados Continuados (RNCCI).
E com a RNCCI e através de candidatura com um projecto ambicioso e modelar, as obras iniciaram-se.

Recordo-me da azáfama em torno do projecto de arquitectura, da maquete que já nos fazia sonhar com a obra feita, de todo um trabalho burocrático e contabilístico da Provedoria na pessoa do Sr. Domingos Vaz Pinheiro e da Drª Fátima Guimarães.
O lançamento da 1ª pedra e as obras que de dia para dia faziam crescer a realidade que seria a Unidade de Cuidados Continuados.

Já com o edifício em fase final iniciaram-se algumas visitas guiadas. Era visível a emoção nos olhos dos vizelenses que entravam no sonho tornado realidade.
De facto, foi emocionante ver um projecto belo, moderno, de grande qualidade e sobretudo muito confortável para quem lá iria trabalhar e para os futuros utentes.

Mas todo o material que lá se encontra, desde o mobiliário, ao material de enfermagem e de cozinha, foi cuidadosamente escolhido pelo Dr Avelino Pinheiro e o Sr Enfermeiro Jorge Oliveira. Durante meses os catálogos, amostras, brochuras acumularam-se no auditório da Provedoria. Durante meses os currículos de enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos e auxiliares de acção médica foram lidos. Feita a triagem, seguiram-se as sucessivas entrevistas feitas pelo Dr Avelino e pelo Sr Enfermeiro Jorge. Finalmente constituiu-se a equipa de médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicóloga, nutricionista e auxiliares. Equipa, na sua maioria, muito jovem mas muito dinâmica e competente. Uma equipa onde as pessoas que lá praticam o voluntariado sendo extremamente dedicadas, se integraram e complementaram a equipa de profissionais.

Fez 1 ano que a Unidade de Cuidados Continuados abriu com a entrada do Sr Joaquim Rodrigues para a Unidade de Longa Duração.
Um ano em que pude trabalhar numa área diferente da Medicina Familiar mas que me atrai igualmente. Um ano em que conheci profissionais de diversas áreas,medicina, enfermagem, fisioterapia, terapia ocupacional, terapia da fala, psicologia, nutrição, podologia, animação sócio-ocupacional, auxiliares e que pude observar a sua dedicação, profissionalismo e grande espírito de equipa.

Destaco dois profissionais que são, desde a abertura, as pedras basilares deste projecto grandioso: o Sr Enfermeiro Jorge Oliveira, Director Técnico e a Drª Sílvia Moreira, Assistente Social. Tenho duas palavras para os descrever: competentes e incansáveis. Destaco também a importância da presença do Dr. Avelino Pinheiro na interlocução com a Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia acompanhando de perto o trabalho que se vai desenvolvendo.

Um ano a ganhar laços com os utentes, a acompanhar a sua recuperação, a regozijar-me quando eles elogiam o trabalho, a simpatia e a dedicação de todos os intervenientes no seu tratamento e estadia na UCCI. Depois as emoções no dia da alta, muitos já recuperados, outros já com o apoio familiar garantido para poderem fazer uma vida em suas casas. Muitos vão com alguma tristeza por terem deixado para trás uma família que foi sua por uns meses.

Para finalizar deixo aqui um apontamento que fiz a 29 de Dezembro de 2011 da felicidade de um momento: "A felicidade pode ser um momento....um beijo.....um sonho.......um sorriso......hoje tive um desses momentos.....hoje vi o olhar de felicidade.....o sorriso nos olhinhos carinhosos da D. Maria.......comendo pela sua mão!......não resisti......cheia de felicidade por a ver ali..... no refeitório da Unidade a comer pela sua mão....fui junto dela e sorrindo beijei-a.......senti que ali naquele momento....no sorriso mútuo....no olhar que transbordava a sonho realizado......a felicidade aconteceu em segundos mas permanecerá para sempre na minha memória!"

domingo, 15 de abril de 2012

quarta-feira, 11 de abril de 2012

domingo, 8 de abril de 2012

Hallelujah

 

Boa Páscoa!

sábado, 7 de abril de 2012

O Polvo....




Hoje lembrei-me dela...da série "O Polvo"....já há tantos anos....e como continua viva no nosso quotidiano....através do Polvo que com mil tentáculos controla o povo....ordena com o seu Poder....destrói quem o enfrenta......inverte as palavras para se insinuar.....promete dinheiro e poder a quem o sublimar.....Polvo que vive em todo o Mundo....porque o Homem perdeu a coisa mais preciosa que tem....a dignidade de ter opinião própria!

segunda-feira, 2 de abril de 2012

sábado, 31 de março de 2012

A vida é tempestade e arco-íris....


As tempestades fazem parte da vida...e gosto dançar à chuva! Penso que as soluções, na maioria dos casos, acabam por estar nas nossas mãos. Ontem já solucionei uma, adaptando-me à nova realidade (injusta realidade) dando, assim, oportunidade a quem necessitar, de poder usufruir algo que nos foi tirado (injustamente)!

sexta-feira, 30 de março de 2012

Luto.......




Morreu a minha esperança de algum dia ver o meu País ter Governantes.........
A esperança é a última que morre.....ainda alimentava uma réstia que estava em agonia....:(

quarta-feira, 28 de março de 2012

SEJAM DADORES DE MEDULA E DEIXEM-SE DE TRETAS!


"SEJAM DADORES DE MEDULA E DEIXEM-SE DE TRETAS!

Tenho 7 anos e desde os 4 que conheço este hospital.
Desde a primeira vez, fiz tratamentos de quimioterapia, muitas vezes, tantas que nem sei.
Vivi grande parte destes anos num quarto 4x4 onde ao longe, consoante o quarto que me destinam, posso ver bem lá ao fundo um bocadinho de mar.
Outras vezes nem isso.

Da primeira vez, sempre que fui a casa, era como se tivesse que aproveitar o tempo todo duma assentada. O tempo que lá estava era curto, muito curto.

Depois de muitos meses, quase um ano, fiz um transplante. Um dador que nem sei o nome deu-me esperanças de vida.
Passei pela queda do cabelo, pelas dores de barriga, pelas febres, pelas diarreias, pela falta de apetite.
Dessa primeira vez, lembro-me que tive muitas aftas na língua.
Mesmo quando em alguns momentos a fome me vinha, não conseguia comer, tantas eram as dores que sentia.

O dia que voltei a casa foi duma alegria muito alegre, duma felicidade muito feliz, dum contentamento muito contente.
.
Aos poucos fui ganhando forças, mas nos entretantos, tive que ser internada: um bichinho no cateter que não me deixava descansada.

Consegui ainda assim, sempre com consultas periódicas, ter uma vida minimamente normal. Passei fins de semana fora de casa e até consegui estar de férias. Apesar de não poder ir à escola, tive uma professora que me ensinou as primeiras letras e os primeiros números. Brinquei com os meus amigos.

Senti a minha alegria na alegria que via na família.

Quando nada o fazia prever, depois de um mais um ano em que tudo parecia seguir o melhor caminho, aqui estou eu de volta outra vez a repetir toda esta parte menos boa que já conhecia.

Felizmente as células malignas foram detectadas logo no inicio. Felizmente o meu dador inicial, tinha-me dado muitas células e muitas delas estavam ainda bem guardadinhas.
Assim voltei a fazer mais um transplante.
Mais quimioterapia, queda de cabelo, febres altas, comichões insuportáveis, o corpo inchado e a melancolia de querer voltar a casa.

Aprendi palavras e frases que a maioria dos meus amigos da mesma idade que eu, desconhecem: cateter, mielograma, tirar sangue, ver as tensões, seringas. Tenho-me tornado grande mesmo continuando pequenina.

Agora os valores de sangue estão bons, a medula começou a dar sinais de vida, mas a doença do hospedeiro, que apesar de eu não entender, é bom, deixou-me algumas mazelas no aparelho digestivo.
Isso quer dizer que está tão ferido que não consegue ‘mastigar’ a comida. Tive por isso enjoos e ‘gomitos’ e noites muito mal dormidas.
Tive que começar a comer por um saquinho. Eu até nem me chateio porque a vontade de comer não é nenhuma.

Tenho estado tristinha, sem conseguir inventar brincadeiras que me possam transportar para lados diferentes onde possa sentir um pouco de alegria. Deve ser por isso que durmo muito. Para ver se nos sonhos encontro uma portinha que me possa levar até casa, nem que seja só por um bocadinho.

Agora estou a começar a comer: primeiro só água de canja de galinha, depois um bocadinho de chá. Hoje um pouquinho de pão torrado e amanhã arroz e bifinho de frango grelhado. E eu que só me lembro das bolachas Maria….!!!

Sei que já estive mais longe. Sei que aos pouquinhos vou voltar a sentir-me melhor para poder voltar a casa.
Esse é o meu objectivo.  No caminho da CURA!

Tenho sete anos, feitos faz pouquinho e desde os quatro que conheço este hospital.
Por isso, aos que dizem que ser dador de medula dói, eu digo-lhes: vamos trocar? Eu troco com vocês e nem preciso pensar um pouquinho.
Sabem o que vos digo: SEJAM DADORES DE MEDULA E DEIXEM-SE DE TRETAS.

Beijos Grandes de Enormes da Cázinha"

terça-feira, 27 de março de 2012

Passagem....



"Passagem

Sou como o vento bailando
nas altas verdes ramagens...
Tão sereno e violento,
tão perpétuo e passageiro
com cálido e puro abraço
os verdes ramos beijando
tão sem pressa nem cansaço...

Sou como o vento passando...
Todos o viram chegar.
Todos o sentem partir.
Mas ninguém se há-de importar
se às altas verdes ramagens
o longo vento bailando
deixar um dia de vir..."

Alda Lara

sábado, 24 de março de 2012

Baloiço....





Baloiço parada no tempo...baloiço nas notas que, esvoaçando, entram em mim....baloiço na calmaria do momento...baloiço no baloiço da minha infância!

quarta-feira, 21 de março de 2012

segunda-feira, 19 de março de 2012

Parabéns Vizela!



Parabéns Vizela! Parabéns ao povo de Vizela que nunca deixou morrer o sonho de se tornar Concelho! Não existem palavras para descrever a luta deste povo. O meu reconhecimento para todos os que, sem medo, o fizeram.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Já não Vivo, Só Penso



"Já não Vivo, Só Penso

Já não vivo, só penso. E o pensamento
é uma teia confusa, complicada,
uma renda subtil feita de nada:
de nuvens, de crepúsculos, de vento.

Tudo é silêncio. O arco-íris é cinzento,
e eu cada vez mais vaga, mais alheada.
Percorro o céu e a terra aqui sentada,
sem uma voz, um olhar, um movimento.

Terei morrido já sem o saber?
Seria bom mas não, não pode ser,
ainda me sinto presa por mil laços,

ainda sinto na pele o sol e a lua,
ouço a chuva cair na minha rua,
e a vida ainda me aperta nos seus braços."

Fernanda de Castro, in "E Eu, Saudosa, Saudosa"

quinta-feira, 15 de março de 2012

terça-feira, 13 de março de 2012

Uma bela canção.....




A mais bela canção da dupla Serge Gainsbourg/Jane Birkin......

segunda-feira, 12 de março de 2012

5º Aniversário


Parabéns à minha USF, à qual muito me orgulho de pertencer, pelo 5º Aniversário. Muito trabalho, empenho e bom desempenho nestes 5 anos a prestar cuidados de saúde...e como reconhecimento foi escolhida pelo Ministério da Saúde para ser Acreditada. Dia 14 teremos lá os Profissionais da Empresa de Acreditação para fazerem uma 1ª avaliação. Parabéns a todos nós!

domingo, 11 de março de 2012

quinta-feira, 8 de março de 2012

Foi há cerca de 38 anos......





Foi há cerca de 38 anos......mas ainda está bem vivo na minha memória!

domingo, 4 de março de 2012




Ela está viva.....a TERRA, a NATUREZA..... o nosso HABITAT!! Vamos protegê-la!

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Carmezinta Pinheiro...uma Menina Lutadora!


"VOLTE FACE...
A Princesa vai ser internada outra vez.
Sem que nada o desse a entender, a doença regressou.
Afinal a Princesa nunca esteve tão bem, tão bem disposta, tão feliz, a alimentar-se tão bem, a brincar com tanta energia.
Nas aulas que tem em casa é atenta, interessada, perguntadora.
Se não são os exames que faz com regularidade, estaríamos, incluindo o médico que a acompanha, a acreditar que estaríamos num mau sonho, e que amanhã acordávamos e tudo estaria bem.
Mas não.
Voltamos a um limbo que ainda nem sabemos bem como lidar. Sentimo-nos num vácuo latejante.
A doença voltou, hipócrita, devagarinho, escondida, sem fazer alarido.
Voltam o cateter, os internamentos e a incógnita.
Sem certezas de nada a não ser a nossa força de continuarmos a acreditar na cura.
A nossa Princesa, como sempre, aborda mais este tropeção com a bravura que a nós, os supostos adultos, nos faz inveja.
Uma vez mais, volta a ser ela a dar-nos forças, a ensinar-nos como fazemos das tripas coração.
Enquanto escondemos o desalento, ela presenteia-nos com uma dança, uma canção, uma gargalhada estridente.
Vamos vencer mais esta etapa.
Não poderia ser de outra maneira.

Injusto? Claro que sim. Mas mais injusto seria não Acreditarmos na Cura da nossa Princesa.

NÓS ACREDITAMOS NA CURA. SEMPRE!" (http://carmenpine.blogspot.com/2012/02/volte-face.html)



Estou triste com esta noticia....muito triste! Mas ACREDITO que a Carmenzita Pinheiro vai VENCER! FORÇA CÁZINHA!

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Paciência.....




Porque ainda é carnaval........e neste carnaval que é a vida de um país que,sendo pátria de Camões, virou um livro de literatura de cordel, onde os heróis são ladrões e vigaristas....onde a justiça que não é cega, só aplica a lei ao cidadão comum.....pois vê bem o cidadão poderoso, rico e influente! Resta-nos a paciência.....





Sinto o BENFICA e apoio o meu GLORIOSO CLUBE nas horas menos boas! Carrega BENFICA....ÉS O MELHOR CLUBE DO MUNDO.....e o mais invejado!
SLBENFICAAAAAAAAAA!!!

domingo, 19 de fevereiro de 2012

XX Aniversário do Rotary Club de Vizela





Muitos parabéns ao meu Clube pelos 20 anos a servir! Agradeço, enquanto cidadã e rotária, aos Companheiros fundadores e a todos os que durante estes 20 anos trabalharam em prol das comunidades....da nossa comunidade...da comunidade Nacional e Internacional!

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Bad place.........


A long time ago.....but i remember!! 




(foto retirada de: https://www.facebook.com/abz.imagens)

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Música..........

A música eleva o meu sonho.....nestes minutos ele torna-se realidade.....ouço a música bebendo cada nota....matando a sede de uma realidade que queria diferente.....a realidade....o sonho....como ambos se misturam, por vezes se confundem. A música tem o dom de me fazer sonhar acordada, de viajar nos tempos que não vivi, na vida que passou por mim.....voar com as notas, dançar...dançar....rodopiar.....e voltar à minha mente....à consciência de que, através destes maravilhosos sons, estou viva!

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

A Torpe Sociedade onde Nasci



A Torpe Sociedade onde Nasci

I

Ao ver um garotito esfarrapado
Brincando numa rua da cidade,
Senti a nostalgia do passado,
Pensando que já fui daquela idade.

II

Que feliz eu era então e que alegria...
Que loucura a brincar, santo delírio!...
Embora fosse mártir, não sabia
Que o mundo me criava p'ra o martírio!

III

Já quando um homenzinho, é que senti
O dilema terrível que me impôs
A torpe sociedade onde nasci:
— De ser vítima humilde ou ser algoz...

IV

E agora é o acaso quem me guia.
Sem esperança, sem um fim, sem uma fé,
Sou tudo: mas não sou o que seria
Se o mundo fosse bom — como não é!

V

Tuberculoso!... Mas que triste sorte!
Podia suicidar-me, mas não quero
Que o mundo diga que me desespero
E que me mato por ter medo à morte...

António Aleixo, in "Este Livro que Vos Deixo..."

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Luta pela vida...nem sempre ganha! Ana Cristina faleceu há 1 ano!



"A Ana Cristina Pereira Santos aos 36 anos de idade, às 32 semanas da 2ª gravidez é-lhe diagnosticada LEUCEMIA MIELOBLÁSTICA AGUDA M6.A Ana Cristina fez quimioterapia necessitou urgentemente de encontrar um dador de medula. Como tal não foi possível e o seu estado de saúde assim o justificou, acabou por ser a sua irmã a doar a medula, mas só era 50% compatível.

A Ana Cristina após uma luta pela vida e sempre com a esperança de cura para poder acompanhar o crescimento do seu filho Martim, acabou por falecer dia 5 de Fevereiro de 2011.

Faz hoje 1 ano que ela nos deixou.
Faz hoje 1 ano que a sua luta pela vida finalizou.
Faz hoje 1 ano que a esperança na sua cura morreu com ela....mas não morreu a esperança na cura de tantos outros que necessitam de transplante de medula óssea.
Faz hoje 1 ano que Ana Cristina, mulher lutadora e mãe extremosa está na memória e no coração de todos os seus familiares e amigos.

Dar Vida a quem dela necessita urgentemente. Doar Medula Óssea é doar Vida em Vida."


Página da Ana Cristina Santos: https://www.facebook.com/AnaCristina.Santos6

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012



El Bimbo......quantas recordações....1974....entrava na Faculdade de Medicina de Luanda.......ficava para trás uma época.......virava a página do livro da minha adolescência......e abria outra....ainda em branco...e nela foram escritas o ultimo ano que passei em Luanda! Estava no curso que tanto quis......de inicio tudo novo para mim.....os colegas novos.....as instalações da Faculdade....pertinho de casa.....o primeiro contacto com o cadáver.....e nunca me esquecerei das palavras do professor......"Devemos respeitar o cadáver.....representa o corpo de alguém que teve vida e não é por estar morto que tem menos dignidade!" E assim nós, os alunos caloiros, iniciamos a disciplina da anatomia, tratando com o máximo cuidado quem ali estava a ajudar-nos na nossa tarefa. Foi um ano conturbado, entre a faculdade, as mudanças inerentes ao 25 de Abril......a debandada dos portugueses para o Continente.....o inicio da guerra civil......a vinda da minha mãe e irmãos para Lisboa......e eu lá fiquei com o meu pai (grande apreciador de Paul Mauriat) para poder finalizar o 1º ano de Medicina. Um ano em que vi os meus/minhas vizinhos/as a partir.....os meus/minhas colegas, que entretanto vieram, a dispersarem-se entre Lisboa, Coimbra e Porto. Um ano em que me fui despedindo da terra que ainda hoje me chama!





quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Porque gosto.......




A música também pode ser uma máquina do tempo!!


quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Poema da Utopia


Poema da Utopia 

A noite caiu sem manchas e sem culpa.
Os homens tiraram as máscaras de bons actores.
Findou o espectáculo.
Tudo o mais é arrabalde.
No alto, a utópica lua, vela comigo
e sonha inutilmente com a verdade das coisas.
- Noite! Deixa-nos também dormir...

Fernando Namora, in 'Relevos'

domingo, 22 de janeiro de 2012

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Somewhere......someday......Why can't I?




Somewhere over the rainbow
Way up high,
There's a land that I heard of
Once in a lullaby.

Somewhere over the rainbow
Skies are blue,
And the dreams that you dare to dream
Really do come true.

Someday I'll wish upon a star
And wake up where the clouds are far
Behind me.
Where troubles melt like lemon drops
Away above the chimney tops
That's where you'll find me.

Somewhere over the rainbow
Bluebirds fly.
Birds fly over the rainbow.
Why then, oh why can't I?

If happy little bluebirds fly
Beyond the rainbow
Why, oh why can't I?

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Porque gosto.......

Uma época......outras paragens.....tantas certezas.....como tinha tantas certezas.....e uma delas não era a morte.....era vida....tanta vida.......para mim, nessa altura, viver em Luanda era uma certeza....para mim, nessa altura, ser médica era uma certeza....para mim, nessa altura, ser livre era outra certeza.....para mim, nessa altura, as ondas daquele mar eram certezas.....para mim, nessa altura, ter 17 anos era uma certeza......hoje tenho a certeza da morte......a certeza da vida neste momento.....do amor que sinto pelos que amo........a certeza da amizade de alguns......a certeza que sou médica......a certeza que a liberdade está dentro de mim!

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

CAMBADA!!!

CAMBADA!!! ANDO A SER "ROUBADA" PARA PAGAR A LADRÕES!!!!

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Melodia



Somos como as notas desta linda melodia....cada uma tem uma missão......todas diferentes e tocadas por diferentes instrumentos.....mas no final...a união dessas notas com as suas missões....originou esta belíssima música! Nós.....cada um....diferente....na cor da pele, na religião, na política, na cultura, na maneira de ser, no estrato socioeconómico, na profissão.....mas no essencial, no âmago igual ao outro.....unindo as nossas missões....podíamos construir um mundo melodioso e não ruidoso! Como esta música...como esta orquestra.....como este grupo coral!

domingo, 1 de janeiro de 2012

''Devil's Trill Sonata''



Excelente música indicada pelo meu filho......

2012

Engraçado.....deu a meia noite.....a data mudou de 31 de Dezembro de 2011 para 1 de Janeiro de 2012.....de sábado para domingo.......foguetório aqui à volta......dá a ideia que as pessoas esperam milagres que lhes caiam do céu.....e a vida vai continuar.....no mesmo (ou pior) marasmo....se realmente não mudarmos nós.....se não formos nós a fazer esses milagres......a partir de hoje a data de calendário mudou como muda todos os dias......todos os dias em que deveremos fazer para que a nossa vida mude para melhor.....a nossa vida e a de quem nos rodeia........