domingo, 26 de fevereiro de 2012

Carmezinta Pinheiro...uma Menina Lutadora!


"VOLTE FACE...
A Princesa vai ser internada outra vez.
Sem que nada o desse a entender, a doença regressou.
Afinal a Princesa nunca esteve tão bem, tão bem disposta, tão feliz, a alimentar-se tão bem, a brincar com tanta energia.
Nas aulas que tem em casa é atenta, interessada, perguntadora.
Se não são os exames que faz com regularidade, estaríamos, incluindo o médico que a acompanha, a acreditar que estaríamos num mau sonho, e que amanhã acordávamos e tudo estaria bem.
Mas não.
Voltamos a um limbo que ainda nem sabemos bem como lidar. Sentimo-nos num vácuo latejante.
A doença voltou, hipócrita, devagarinho, escondida, sem fazer alarido.
Voltam o cateter, os internamentos e a incógnita.
Sem certezas de nada a não ser a nossa força de continuarmos a acreditar na cura.
A nossa Princesa, como sempre, aborda mais este tropeção com a bravura que a nós, os supostos adultos, nos faz inveja.
Uma vez mais, volta a ser ela a dar-nos forças, a ensinar-nos como fazemos das tripas coração.
Enquanto escondemos o desalento, ela presenteia-nos com uma dança, uma canção, uma gargalhada estridente.
Vamos vencer mais esta etapa.
Não poderia ser de outra maneira.

Injusto? Claro que sim. Mas mais injusto seria não Acreditarmos na Cura da nossa Princesa.

NÓS ACREDITAMOS NA CURA. SEMPRE!" (http://carmenpine.blogspot.com/2012/02/volte-face.html)



Estou triste com esta noticia....muito triste! Mas ACREDITO que a Carmenzita Pinheiro vai VENCER! FORÇA CÁZINHA!

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Paciência.....




Porque ainda é carnaval........e neste carnaval que é a vida de um país que,sendo pátria de Camões, virou um livro de literatura de cordel, onde os heróis são ladrões e vigaristas....onde a justiça que não é cega, só aplica a lei ao cidadão comum.....pois vê bem o cidadão poderoso, rico e influente! Resta-nos a paciência.....





Sinto o BENFICA e apoio o meu GLORIOSO CLUBE nas horas menos boas! Carrega BENFICA....ÉS O MELHOR CLUBE DO MUNDO.....e o mais invejado!
SLBENFICAAAAAAAAAA!!!

domingo, 19 de fevereiro de 2012

XX Aniversário do Rotary Club de Vizela





Muitos parabéns ao meu Clube pelos 20 anos a servir! Agradeço, enquanto cidadã e rotária, aos Companheiros fundadores e a todos os que durante estes 20 anos trabalharam em prol das comunidades....da nossa comunidade...da comunidade Nacional e Internacional!

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Bad place.........


A long time ago.....but i remember!! 




(foto retirada de: https://www.facebook.com/abz.imagens)

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Música..........

A música eleva o meu sonho.....nestes minutos ele torna-se realidade.....ouço a música bebendo cada nota....matando a sede de uma realidade que queria diferente.....a realidade....o sonho....como ambos se misturam, por vezes se confundem. A música tem o dom de me fazer sonhar acordada, de viajar nos tempos que não vivi, na vida que passou por mim.....voar com as notas, dançar...dançar....rodopiar.....e voltar à minha mente....à consciência de que, através destes maravilhosos sons, estou viva!

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

A Torpe Sociedade onde Nasci



A Torpe Sociedade onde Nasci

I

Ao ver um garotito esfarrapado
Brincando numa rua da cidade,
Senti a nostalgia do passado,
Pensando que já fui daquela idade.

II

Que feliz eu era então e que alegria...
Que loucura a brincar, santo delírio!...
Embora fosse mártir, não sabia
Que o mundo me criava p'ra o martírio!

III

Já quando um homenzinho, é que senti
O dilema terrível que me impôs
A torpe sociedade onde nasci:
— De ser vítima humilde ou ser algoz...

IV

E agora é o acaso quem me guia.
Sem esperança, sem um fim, sem uma fé,
Sou tudo: mas não sou o que seria
Se o mundo fosse bom — como não é!

V

Tuberculoso!... Mas que triste sorte!
Podia suicidar-me, mas não quero
Que o mundo diga que me desespero
E que me mato por ter medo à morte...

António Aleixo, in "Este Livro que Vos Deixo..."

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Luta pela vida...nem sempre ganha! Ana Cristina faleceu há 1 ano!



"A Ana Cristina Pereira Santos aos 36 anos de idade, às 32 semanas da 2ª gravidez é-lhe diagnosticada LEUCEMIA MIELOBLÁSTICA AGUDA M6.A Ana Cristina fez quimioterapia necessitou urgentemente de encontrar um dador de medula. Como tal não foi possível e o seu estado de saúde assim o justificou, acabou por ser a sua irmã a doar a medula, mas só era 50% compatível.

A Ana Cristina após uma luta pela vida e sempre com a esperança de cura para poder acompanhar o crescimento do seu filho Martim, acabou por falecer dia 5 de Fevereiro de 2011.

Faz hoje 1 ano que ela nos deixou.
Faz hoje 1 ano que a sua luta pela vida finalizou.
Faz hoje 1 ano que a esperança na sua cura morreu com ela....mas não morreu a esperança na cura de tantos outros que necessitam de transplante de medula óssea.
Faz hoje 1 ano que Ana Cristina, mulher lutadora e mãe extremosa está na memória e no coração de todos os seus familiares e amigos.

Dar Vida a quem dela necessita urgentemente. Doar Medula Óssea é doar Vida em Vida."


Página da Ana Cristina Santos: https://www.facebook.com/AnaCristina.Santos6

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012



El Bimbo......quantas recordações....1974....entrava na Faculdade de Medicina de Luanda.......ficava para trás uma época.......virava a página do livro da minha adolescência......e abria outra....ainda em branco...e nela foram escritas o ultimo ano que passei em Luanda! Estava no curso que tanto quis......de inicio tudo novo para mim.....os colegas novos.....as instalações da Faculdade....pertinho de casa.....o primeiro contacto com o cadáver.....e nunca me esquecerei das palavras do professor......"Devemos respeitar o cadáver.....representa o corpo de alguém que teve vida e não é por estar morto que tem menos dignidade!" E assim nós, os alunos caloiros, iniciamos a disciplina da anatomia, tratando com o máximo cuidado quem ali estava a ajudar-nos na nossa tarefa. Foi um ano conturbado, entre a faculdade, as mudanças inerentes ao 25 de Abril......a debandada dos portugueses para o Continente.....o inicio da guerra civil......a vinda da minha mãe e irmãos para Lisboa......e eu lá fiquei com o meu pai (grande apreciador de Paul Mauriat) para poder finalizar o 1º ano de Medicina. Um ano em que vi os meus/minhas vizinhos/as a partir.....os meus/minhas colegas, que entretanto vieram, a dispersarem-se entre Lisboa, Coimbra e Porto. Um ano em que me fui despedindo da terra que ainda hoje me chama!