sábado, 31 de março de 2012

A vida é tempestade e arco-íris....


As tempestades fazem parte da vida...e gosto dançar à chuva! Penso que as soluções, na maioria dos casos, acabam por estar nas nossas mãos. Ontem já solucionei uma, adaptando-me à nova realidade (injusta realidade) dando, assim, oportunidade a quem necessitar, de poder usufruir algo que nos foi tirado (injustamente)!

sexta-feira, 30 de março de 2012

Luto.......




Morreu a minha esperança de algum dia ver o meu País ter Governantes.........
A esperança é a última que morre.....ainda alimentava uma réstia que estava em agonia....:(

quarta-feira, 28 de março de 2012

SEJAM DADORES DE MEDULA E DEIXEM-SE DE TRETAS!


"SEJAM DADORES DE MEDULA E DEIXEM-SE DE TRETAS!

Tenho 7 anos e desde os 4 que conheço este hospital.
Desde a primeira vez, fiz tratamentos de quimioterapia, muitas vezes, tantas que nem sei.
Vivi grande parte destes anos num quarto 4x4 onde ao longe, consoante o quarto que me destinam, posso ver bem lá ao fundo um bocadinho de mar.
Outras vezes nem isso.

Da primeira vez, sempre que fui a casa, era como se tivesse que aproveitar o tempo todo duma assentada. O tempo que lá estava era curto, muito curto.

Depois de muitos meses, quase um ano, fiz um transplante. Um dador que nem sei o nome deu-me esperanças de vida.
Passei pela queda do cabelo, pelas dores de barriga, pelas febres, pelas diarreias, pela falta de apetite.
Dessa primeira vez, lembro-me que tive muitas aftas na língua.
Mesmo quando em alguns momentos a fome me vinha, não conseguia comer, tantas eram as dores que sentia.

O dia que voltei a casa foi duma alegria muito alegre, duma felicidade muito feliz, dum contentamento muito contente.
.
Aos poucos fui ganhando forças, mas nos entretantos, tive que ser internada: um bichinho no cateter que não me deixava descansada.

Consegui ainda assim, sempre com consultas periódicas, ter uma vida minimamente normal. Passei fins de semana fora de casa e até consegui estar de férias. Apesar de não poder ir à escola, tive uma professora que me ensinou as primeiras letras e os primeiros números. Brinquei com os meus amigos.

Senti a minha alegria na alegria que via na família.

Quando nada o fazia prever, depois de um mais um ano em que tudo parecia seguir o melhor caminho, aqui estou eu de volta outra vez a repetir toda esta parte menos boa que já conhecia.

Felizmente as células malignas foram detectadas logo no inicio. Felizmente o meu dador inicial, tinha-me dado muitas células e muitas delas estavam ainda bem guardadinhas.
Assim voltei a fazer mais um transplante.
Mais quimioterapia, queda de cabelo, febres altas, comichões insuportáveis, o corpo inchado e a melancolia de querer voltar a casa.

Aprendi palavras e frases que a maioria dos meus amigos da mesma idade que eu, desconhecem: cateter, mielograma, tirar sangue, ver as tensões, seringas. Tenho-me tornado grande mesmo continuando pequenina.

Agora os valores de sangue estão bons, a medula começou a dar sinais de vida, mas a doença do hospedeiro, que apesar de eu não entender, é bom, deixou-me algumas mazelas no aparelho digestivo.
Isso quer dizer que está tão ferido que não consegue ‘mastigar’ a comida. Tive por isso enjoos e ‘gomitos’ e noites muito mal dormidas.
Tive que começar a comer por um saquinho. Eu até nem me chateio porque a vontade de comer não é nenhuma.

Tenho estado tristinha, sem conseguir inventar brincadeiras que me possam transportar para lados diferentes onde possa sentir um pouco de alegria. Deve ser por isso que durmo muito. Para ver se nos sonhos encontro uma portinha que me possa levar até casa, nem que seja só por um bocadinho.

Agora estou a começar a comer: primeiro só água de canja de galinha, depois um bocadinho de chá. Hoje um pouquinho de pão torrado e amanhã arroz e bifinho de frango grelhado. E eu que só me lembro das bolachas Maria….!!!

Sei que já estive mais longe. Sei que aos pouquinhos vou voltar a sentir-me melhor para poder voltar a casa.
Esse é o meu objectivo.  No caminho da CURA!

Tenho sete anos, feitos faz pouquinho e desde os quatro que conheço este hospital.
Por isso, aos que dizem que ser dador de medula dói, eu digo-lhes: vamos trocar? Eu troco com vocês e nem preciso pensar um pouquinho.
Sabem o que vos digo: SEJAM DADORES DE MEDULA E DEIXEM-SE DE TRETAS.

Beijos Grandes de Enormes da Cázinha"

terça-feira, 27 de março de 2012

Passagem....



"Passagem

Sou como o vento bailando
nas altas verdes ramagens...
Tão sereno e violento,
tão perpétuo e passageiro
com cálido e puro abraço
os verdes ramos beijando
tão sem pressa nem cansaço...

Sou como o vento passando...
Todos o viram chegar.
Todos o sentem partir.
Mas ninguém se há-de importar
se às altas verdes ramagens
o longo vento bailando
deixar um dia de vir..."

Alda Lara

sábado, 24 de março de 2012

Baloiço....





Baloiço parada no tempo...baloiço nas notas que, esvoaçando, entram em mim....baloiço na calmaria do momento...baloiço no baloiço da minha infância!

quarta-feira, 21 de março de 2012

segunda-feira, 19 de março de 2012

Parabéns Vizela!



Parabéns Vizela! Parabéns ao povo de Vizela que nunca deixou morrer o sonho de se tornar Concelho! Não existem palavras para descrever a luta deste povo. O meu reconhecimento para todos os que, sem medo, o fizeram.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Já não Vivo, Só Penso



"Já não Vivo, Só Penso

Já não vivo, só penso. E o pensamento
é uma teia confusa, complicada,
uma renda subtil feita de nada:
de nuvens, de crepúsculos, de vento.

Tudo é silêncio. O arco-íris é cinzento,
e eu cada vez mais vaga, mais alheada.
Percorro o céu e a terra aqui sentada,
sem uma voz, um olhar, um movimento.

Terei morrido já sem o saber?
Seria bom mas não, não pode ser,
ainda me sinto presa por mil laços,

ainda sinto na pele o sol e a lua,
ouço a chuva cair na minha rua,
e a vida ainda me aperta nos seus braços."

Fernanda de Castro, in "E Eu, Saudosa, Saudosa"

quinta-feira, 15 de março de 2012

terça-feira, 13 de março de 2012

Uma bela canção.....




A mais bela canção da dupla Serge Gainsbourg/Jane Birkin......

segunda-feira, 12 de março de 2012

5º Aniversário


Parabéns à minha USF, à qual muito me orgulho de pertencer, pelo 5º Aniversário. Muito trabalho, empenho e bom desempenho nestes 5 anos a prestar cuidados de saúde...e como reconhecimento foi escolhida pelo Ministério da Saúde para ser Acreditada. Dia 14 teremos lá os Profissionais da Empresa de Acreditação para fazerem uma 1ª avaliação. Parabéns a todos nós!

domingo, 11 de março de 2012

quinta-feira, 8 de março de 2012

Foi há cerca de 38 anos......





Foi há cerca de 38 anos......mas ainda está bem vivo na minha memória!

domingo, 4 de março de 2012




Ela está viva.....a TERRA, a NATUREZA..... o nosso HABITAT!! Vamos protegê-la!