sexta-feira, 29 de março de 2013

Boa Páscoa.


No calendário da Igreja estamos no período de morte e ressurreição de Cristo.....no meu calendário, todos os dias Ele morre nos actos abomináveis do "homem" e todos os dias Ele ressucita nos actos de bondade e solidariedade do "homem". Boa Páscoa para todos.

A morte nos leva.........



Nas silabas do vento
voa meu pensamento,
tenta ouvir quem perdi
no dia que também morri.

terça-feira, 26 de março de 2013

Eu venho do sonho e fujo da vida...



"Eu venho do sonho e fujo da vida.
Errei no caminho para a paz prometida.

Só sei que me chama um canto de mar.
E a nau dos sonhos no céu a varar.

Ó meu capitão da barca perdida
A errar entre o sonho e o engano da vida!"

Natália Correia

sexta-feira, 22 de março de 2013

Rotary Internacional na Campanha contra a Polio

(Clique na foto)


Envie a sua foto fazendo este gesto. 
1 foto = a 1 vacina contra a Poliomielite. 
Entre no maior filme publicitário do Mundo.

terça-feira, 19 de março de 2013

Existem dois tipos de pais (mães)



Existem dois tipos de pais (mães) - os que fazem os filhos - ponto! ... E os que os fazem, os criam e lhes dão amor... atenção, escutam seus corações, advinham suas dores.... ensinam-os a voar mas sempre preparados para os amparar na queda... um trovão não os acorda mas um gemido dos filhos soa como um trovão....acompanham os filhos a um concerto mesmo que não sejam fãs da banda e ficam horas na fila com eles.... ficam com o coração apertadinho quando demoram a chegar a casa.....dariam, sem hesitar, a vida pelos filhos.

sábado, 16 de março de 2013

Nove meses ...tempo da gravidez

Nove meses ...tempo da gravidez. Nove meses sem ver a tua face serena, sem ouvir as tuas palavras tão sensatas, sem te poder abraçar e te acarinhar. Nove meses e ainda penso que ouço a garagem a abrir, antes de deitar lá íamos à cozinha para a ceia: tu comias um dos teus yogurtes preferidos e eu bebia um chá acompanhado de bolacha torrada...ainda te ouço: ó mãe não sei como consegues beber isso (tu e a tua adorada irmã Ana Rita detestam chá), ainda vou pelo teu quarto para te desejar boa noite e imagino-me tropeçar nos teus chinelos que ficavam largados à porta...e dizia: ó Nuno um dia ainda caio por causa dos chinelos...tu sorrias. Nove meses que fui dar-te um beijo, um beijo que te trouxesse de novo à vida...um beijo que eu queria que fosse de troca...da minha vida pela tua. Como queria que vivesses meu filho. Amo-te.

sexta-feira, 15 de março de 2013

Ajude a erradicar a Pólio no Mundo.



LIGUE 760 30 2013 E SALVE UMA VIDA!

quarta-feira, 13 de março de 2013



SER QUE NUNCA FUI

Começo a chorar
do que não finjo
porque me enamorei
de caminhos
por onde não fui
e regressei
sem ter nunca partido
para o norte aceso
no arremesso da esperança

Nessas noites
em que de sombra
me disfarcei
e incitei os objectos
na procura de outra cor
encorajei-me
a um luar sem pausa
e vencendo o tempo que se fez tarde
disse: o meu corpo começa aqui
e apontei para nada
porque me havia convertido ao sonho
de ser igual
aos que não são nunca iguais

Faltou-me viver onde estava
mas ensinei-me
a não estar completamente onde estive
e a cidade dormindo em mim
não me viu entrar
na cidade que em mim despertava

Houve lágrimas que não matei
porque me fiz
de gestos que não prometi
e na noite abrindo-se
como toalha generosa
servi-me do meu desassossego
e assim me acrescentei
aos que sendo toda a gente
não foram nunca como toda a gente

Mia Couto

sábado, 9 de março de 2013

domingo, 3 de março de 2013

Respeito........



O excesso de claridade cega....a escuridão esconde a realidade. Os olhos devem ver para além da luz e da escuridão e isso só se consegue abrindo as portas e janelas da mente às diferenças e ao respeito por elas.

sexta-feira, 1 de março de 2013

Momentos especiais..............

 

A dor que está sempre presente subitamente se intensificou....memórias que assolaram ao meu pensamento...memórias de momentos que partilhava com o meu filho Nuno....momentos simples, mas tão especiais! As lágrimas que prendo no dia a dia soltam-se numa corrente de grito que me estrangula.Estou inundada pela saudade que dói.