terça-feira, 30 de julho de 2013

Procuro-te..................


Olho para além do vasto areal,
atravesso o mar cor de turquesa
procuro-te,
vou até ao horizonte celestial
não estás lá,
resta-me a tristeza.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Porque gostamos.........





................eu e os meus filhos!




Sondagens!



As sondagens para as autárquicas já estão no terreno, melhor, ao telefone. Pela 1ª vez fui brindada com um telefonema. Penso que a menina do outro lado do telefone deve ter pensado "a mulher é doida". E porquê? Porque as perguntas para mim não se resumem a um sim ou não.....ou está bem ou está mal...ou até a um tenho mais simpatia por um(a) ou por outro(a) candidato(a). O meu sentido de voto não ficou a saber porque para mim o voto foi, é e será sempre secreto.....assim entendo a democracia. No fim dei Bom + ao desempenho da menina e desculpei-me por as minhas respostas não terem sido facilitadoras da dita sondagem. Cá para mim, o meu inquérito foi directo para o caixote do lixo..... e o meu nº de telefone foi banido das listas das empresas de sondagens...  




Porque gostamos...................



 Porque gostamos ...............Nuno Salta e Sano Ogawa

sábado, 20 de julho de 2013

Vamos Ajudar o Tiago.............



Uma campanha de colheita de sangue para Dadores de Medula Óssea, a decorrer na Escola Secundária de Vizela e através da Associação de Dadores Benevolos de Sangue de Vizela, pelo Tiago de 2 anos de idade e que vive em Roriz (St Tirso) que tinha tudo para ser um sucesso mas,... ...apareceram centenas de pessoas (segundos os pais haviam cerca de 1500 inscrições) e só apareceram 250 tubos! Os cortes na saúde são só para alguns...gostaria de saber quantos tubos apareceriam se se tratasse do filho do sr. ministro!! Vivo no país errado!

sexta-feira, 19 de julho de 2013

33 anos a fazer o que mais gosto.............................


Foi há 33 anos que acabei o curso que tanto desejava. O tempo passou vertiginosamente...33 anos .....as memórias estão vivas e transportam-me ao meu tempo de estudante e de recém licenciada. Como adorei o meu curso...nem mesmo os exames, um ou outro professor mais severo, as cadeiras que menos gostava me criaram ansiedade ou stress. Nada como sair de uma aula e ir até ao "toxinas" ou ao bar dos estudantes para relembrar os tempos de África (éramos quase todos retornados), falar sobre os fins de semana e como iríamos e quais os livros a comprar (tinha de ser a prestações.....estávamos quase todos na mesma situação, precária em termos financeiros)....mas a boa disposição reinava no seio do nosso grupo. Depois veio a licenciatura e o inicio do estágio tutelado ...foram 2 anos onde aprendi muito. Muito me foi dado a fazer para "criar calo" para saber desenrascar-me caso estivesse num local sem os meios habituais existentes no hospital. Aprendi a observar o doente através do doente e só depois viriam os exames complementares de diagnóstico. Acreditem que até aprendi a fazer a cama sem os lençois se soltarem (isto aprendi com a equipa de enfermagem) .....ainda hoje as faço desse modo! 33 anos dos quais 26 em Vizela. As minhas Famílias cresceram, já tenho avós, pais, filhos, netos e bisnetos. Cerca de 2100 utentes nesta minha grande família. 33 anos a fazer o que mais gosto! 

Luanda..............................


Sempre que posso falo em Luanda, em Angola. Faço parte daquela terra imensa, com as suas cores fortes e quentes, as suas chuvadas que amaciavam o calor, a sua fruta cujo sabor ainda permanece nas minhas papilas, o mar infinito que balanceava nas ondas gigantes mas que eu não temia, as suas músicas e danças inebriantes.....eu faço parte daquela terra e ela está entranhada em mim. Ó Ilha de Luanda com as tuas praias irresistíveis, como me queria aí deitada ouvindo as ondas falarem enquanto se desenrolavam em espuma na areia. Como gostaria que meus filhos te conhecessem, minha terra.

terça-feira, 16 de julho de 2013

Tempo da viagem........



Aguardando o tempo da viagem,
quero ver
o brilho das estrelas,
quero ver 
o sol a acordar o mundo,
quero ver 
o mar dançar
e que a sua dança
acalme e lave as minhas mágoas.
Quero que o tempo me esqueça.