domingo, 27 de outubro de 2013

Porque gostamos..........





Porque gostamos ....with Nuno Salta ♥ and Sano Ogawa ♥

Olá meu filho,

ando a remexer no disco externo que faz o backup ao pc. Nele encontro tantas memórias em forma de fotografias, vídeos e música.
Lembras-te desta? Gravaste para mim um ficheiro com musica dos Beatles, Doors, The Who, Rolling Stones, Top 1000 e da série Cold Case....esta é uma delas.

Ouço-a pensando em ti meu filho
sofrendo com tanta saudade;
mitigando a dor da tua ausência física
a música recompõe a minha sanidade.

Amo-vos meus filhos!

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Para Ti....................



Para Ti

Para ti tenho tudo o que quiseres:
Uma harpa com cordas de cristal
Que só o vento sul pode tocar,
Um nome antigo que nunca ninguém disse
E um vinho em movimento circular.

Um planeta ainda por descobrir,
Que entrevejo nas noites mais vazias.
Uma aurora boreal petrificada
À tua porta, um canto de embalar
E um gesto louco a emergir do nada.

Tenho um comboio de madeira, uma cidade
Verde, verde, aberta e revoltada.
Uma sombra que desmaia no passeio,
As cores que ninguém vê no arco-íris
E um diamante com um coração no meio.

Tenho um segredo feito de marfim,
Uma batalha que ninguém perdeu,
O segmento de recta onde amanheces.
E uns olhos onde podes encontrar
O que não disse, para que o quisesses.

Mário Domingos

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Incerta


Incerta

Incertos estes ventos
que fustigam e levam os meus cabelos
como incerta
a minha certeza de existir.
Bússola, percorro-me
sem encontrar o triângulo do meu norte.
Quase noite
neste entardecer incerto.
Esta incerteza de crepúsculo
trazido no gemido das aves tardias,
incertas estas horas,
gotas de tempo perdidas
em que sei que não vivo.
Busco-te náufraga de mim,
rochedo mudo e desejado
na praia da minha manhã.

Lília Tavares

domingo, 20 de outubro de 2013

Someday Never Comes............

Porque gostamos... Nuno Salta ♥ ... Sano Ogawa ♥

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Guardar o fogo.............Poema 31

Poema 31

Aquele poeta obscuro via
quando o dia ardia na ardósia.
E quando ardia o dia, havia
uma cor terrosa, uma cor de rosa
que ardia cor-de-rosa. E uma rosa
havia que, na cor terrosa, ardia
como o dia na ardósia.
E aquele poeta obscuro
que ardia num dia cor-de-rosa,
colheu a rosa que na ardósia
ardia. E no fogo que havia,
o poeta ardia, ardia, ardia,
como uma rosa de ardósia
que morria.

Joaquim Pessoa

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Doi-me a vida....................




— Dói-te alguma coisa?
— Dói-me a vida, doutor.
— E o que fazes quando te assaltam essas dores?
— O que melhor sei fazer, excelência.
— E o que é?
— É sonhar.

Mia Couto


Que posso dizer acerca dos meus maravilhosos filhos? Como dizer do amor que lhes tenho? Como dizer do amor fraternal que eles sentem? Como dizer da saudade que sinto do meu filho que inunda os meus dias? Como dizer que a força que tenho para viver vem dele e da minha filha? Como dizer que por mais horas, dias, meses que passam sinto que Deus podia ter-me escolhido para partir e deixar o meu filho viver? Como dizer que uma mãe nunca, nunca devia ficar sem seu filho(a)? Meu Deus não viste o sofrimento da tua mãe Maria? Porque permites que o mesmo sofrimento a tantas mães? Como dizer que aguardo a hora de rever o meu filho? Como dizer do amor que tenho aos meus filhos......infinto, é infinito!

Amo-te meu filho Nuno Salta ♥ ....amo-te minha filha Sano Ogawa ♥

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

domingo, 13 de outubro de 2013

Num tão alto lugar, de tanto preço.......................



Num tão alto lugar, de tanto preço,
este meu pensamento posto vejo,
que desfalece nele inda o desejo,
vendo quanto por mim o desmereço.

Quando esta tal baixesa em mim conheço,
acho que cuidar nele é grão despejo,
e que morrer por ele me é sobejo
e mor bem para mim, do que mereço.

O mais que natural merecimento
de quem me causa um mal tão duro e forte,
o faz que vá crecendo de hora em hora.

Mas eu não deixarei meu pensamento,
porque inda que este mal me causa a morte,
Un bel morir tutta la vita onora


Luís Vaz de Camões in Lírica Completa

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Ainda o Guimarães noc noc ..........



Amo-te minha linda Princesa do país do Sol Nascente!

Answer ...........................


segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Há noites que nos levam para onde o fantasma de nós fica mais perto................



SETE LUAS

Há noites que são feitas dos meus braços
e um silêncio comum às violetas
e há sete luas que são sete traços
de sete noites que nunca foram feitas

Há noites que levamos à cintura
como um cinto de grandes borboletas.
E um risco a sangue na nossa carne escura
duma espada à bainha de um cometa.

Há noites que nos deixam para trás
enrolados no nosso desencanto
e cisnes brancos que só são iguais
à mais longínqua onda de seu canto.

Há noites que nos levam para onde
o fantasma de nós fica mais perto:
e é sempre a nossa voz que nos responde
e só o nosso nome estava certo.

Natália Correia

Meu querido Filho.......



Meu querido filho,

Foram dois dias especiais tanto para a tua irmã e minha filha Ana Rita como para mim.......dias tão especiais que pela primeira vez, desde que nos separámos fisicamente, senti o teu poder da calma que conseguias transmitir estando ao nosso lado....foram dias de correria, de tentar que corresse tudo bem e nada falhasse.....e nas alturas em que parecia que algo iria faltar,a tua calma invadia-me para eu pensar como se poderia resolver. A ti meu adorado filho te dedicamos esta exposição. Amamos-te Nuno! 



sábado, 5 de outubro de 2013

Hoje a partir das 15h - Guimarães noc noc........


Guimarães noc noc é um evento que visa a promoção e divulgação de arte, produzido e realizado pela Ó da Casa! Associação Cultural.
O primeiro evento organizado por este coletivo teve lugar nos dias 1 e 2 de outubro de 2011, na cidade de Guimarães, e integrou múltiplas disciplinas artísticas – Pintura, Escultura, Fotografia, Vídeo, Performance, Instalação, Música, Poesia, etc – numa mostra informal.
Nos dias 5, 6 e 7 de outubro de 2012, voltámos com a 2ª edição.
Nos dias 5 e 6 de Outubro de 2013 acontece o Guimarães noc noc 3.

O Guimarães noc noc cria uma mostra alternativa onde o público pode ver arte em espaços não institucionais. A arte é exposta nas casas, ateliers, ruas e espaços comerciais e associativos, dando ao público a possibilidade de um contato direto com a arte e o artista.


A minha filha Ana Salta será uma das mais de 400 artistas que participarão neste evento.