domingo, 16 de agosto de 2015

Meu querido filho..................



Meu querido filho,

Estamos em Agosto, mês em que íamos de férias para a casa da Avó Bia e do Avô Gabriel.
Um ano depois de tirares a carta foste sempre tu a conduzir.
E nem dávamos pela viagem.
A tua irmã, ouvindo música, adormecia e eu acabava também por dormir....o cansaço assim o exigia.
Na Mealhada fazíamos o desvio para ir à Meta dos Leitões. Como gostavas de leitão. Eu pedia meio bife grelhado que mais parecia bife e meio. Acabava por o dividir contigo e com a tua irmã. Depois vinham os gelados....que deliciosos!
Faz 4 anos que nos conduziste até ao Estoril à casa da Avó Bia para passarmos uns dias de férias em Agosto....foi em 2011.
Como te sentias feliz com a avó, os tios e as primas. Depois destas férias fomos no Natal e já em 2012 no fim de Abril (no fim de semana prolongado do meu aniversário e altura em nasceu a pequenina Carolina filha da vossa prima e minha sobrinha Gabriela).
Foram momentos tão felizes. Mas a vida levou-te para outra vida um mês e meio depois.
Faz 38 meses que nos deixaste.
A tua irmã e eu temos feito a mesma viagem mas agora é ela a conduzir....já não dorme mas continua a ouvir a música da pen que trazias sempre no carro.
O tempo passa e as saudades aumentam.
Nada é igual. Diz-se que ninguém é insubstituível. Mas vós meus filhos são-no!
Nunca ninguém ocupará o vosso lugar no meu coração, na minha mente e na minha alma. Adoro-vos!