segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Não Digas Nada!



Não Digas Nada!

Não digas nada!
Nem mesmo a verdade
Há tanta suavidade em nada se dizer
E tudo se entender —
Tudo metade
De sentir e de ver...
Não digas nada
Deixa esquecer

Talvez que amanhã
Em outra paisagem
Digas que foi vã
Toda essa viagem
Até onde quis
Ser quem me agrada...
Mas ali fui feliz
Não digas nada.

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Meu querido filho.......




Meu querido filho,

Mais um mês se passou
num tempo em a vida me mutilou.
Tanto tempo....tanto tempo...
sem te ir acordar
dizendo: Nuno são horas...
e tu vagarosamente os olhos abrias.
Vagarosamente te levantavas....
e tornavas-te a deitar.
Tanto tempo sem te abraçar
e te dar o beijo da manhã,
ficando angustiada quando saías.
Tanto tempo sem te ouvir chegar...
quando abrias o portão
relaxavas meu coração.
Tanto tempo sem ti às refeições
como gostavas de tudo
era fácil te agradar.
Tanto tempo sem te ouvir...
as tuas conversas curtas,
inteligentes e com bom senso.
Tanto tempo e a dor aumenta...
tanto tempo e tanta saudade.
Hoje estou com a tua irmã...
vim passar o fim de semana.
Aqui estamos na casa que ajudaste a escolher
sem ti....
mutiladas!
Adoro-te meu querido filho!


sexta-feira, 13 de novembro de 2015

domingo, 1 de novembro de 2015

Voltar atrás___________________


Só existe um motivo que me levaria voltar atrás...... até 27 de Junho de 1984...data de nascimento do meu filho.....viver tudo de novo, todas as alegrias, as angústias, as realizações... ainda mais intensamente! E naquele dia, quase 28 anos mais tarde, sairia eu de casa na sua vez, percorreria eu o mesmo caminho ....naquele dia ....seria ceifada a minha vida.....e não a dele!