sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Mais um mês ________


Meu querido filho,

Já não conto os meses _____ são demasiados!
Hoje faz mais um mês que a tua Vida terrena terminou a caminho de um convivio/jogo de futebol com os teus colegas de doutoramento.
Sem sequer imaginar aprendi muito contigo.
Afinal tu tinhas razão____ os teus dias eram vividos "sem pressas", "sem stress" e "sem Planos Certos". Até para nascer não tiveste pressa, aguentei 42 semanas e quase que foste "arrancado à força" no parto.
Deixaste a vida correr cumprindo as tuas obrigações atempadamente.
Aprendi a ter poucas certezas. Aprendi a viver o hoje e o agora. Aprendi a não tentar idealizar um futuro que ainda não chegou.
Já não conto os meses, já não conto os dias ____ as saudades aumentam, a dor da tua ausência mantém-se VIVA até ao dia que me reencontrar contigo.
Amo-te meu querido filho! 💗