sábado, 18 de novembro de 2017

Style 60's __________



Já passei os 60 anos desde a minha data de nascimento.
Quando o pensamento se vira para mim vejo-me aquela gaiata de 18 anos,sempre muito senhora dos meus ideais e esbarrando com muitos por eles.
Olho-me e vejo que os cabelos estão cor de prata,
a pele menos macia e algumas rugas teimosas em aparecer.
Olho-me____ e vejo que a vida me transformou ___ um pouco....
Olho-me e vejo que a vida me levou muitos sonhos....
Olho-me e vejo que a vida me levou metade do meu Ouro___ meu filho. A outra metade do meu Ouro, a minha filha, ilumina os meus dias.
Olho-me e vejo que fui levada no tempo pela brisa da vida ao que sou hoje ____ a gaiata de 18 entre os mais de 60 anos, ainda com os mesmos ideais, ainda esbarrando com muitos por eles.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Tempo que ainda não chegou _____________


Sou de um tempo que ainda não chegou,
tenho uma educação dada pelos meus pais e refinada por mim.
Digo as coisas que muitos quereriam dizer,
faço o que muitos quereriam fazer,
mas, por estarem presos a modas, a clichés e a favores, não o conseguem. Criei meu mundo e nele aprendo o que é viver.

MRS

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Não envelheço ________



Recebo os cabelos brancos,
feitos de prata.
Não envelheço,
Lapido-me entre os espaços entre mim e o tempo.
Guardo
os lugares e pessoas que a vida me concedeu.
Aprendo
com os planos falhados e os erros concretizados.
Aguardo
como quem tem apenas o hoje de presente.
Não envelheço,
lapido-me entre os espaços...
...entre mim e eu.

MRS

terça-feira, 7 de novembro de 2017

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Manto invisível __________________



Sempre quis ver os meus filhos felizes,
orientei-os para fazerem o que gostam
e eles escolheram sua profissão.
Eu, mãe, fiquei sempre por perto
como um manto invisível,
mesmo sabendo que meus nunca serão.
Segui-os em pensamento,
com minhas "asas" protegi o possivel,
nas palavras dei e dou alento.
No meu silêncio gero os meus filhos.

MRS

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

sábado, 23 de setembro de 2017

Viver ou existir




Há uma diferença muito grande entre viver e existir! 
Uns existem para ver os outros viver!

MRS



sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Os gritos perderam-se sem encontrar eco _____



"POEMA

Os gritos perderam-se sem encontrar eco.
Os punhos cerrados e os ódios calados
Dividiram os Homens,
que se não reconheceram mais...

Mas as lágrimas cavaram sulcos fundos
nos olhos vazios de esperança,
e os sulcos não se apagaram..."

Alda Lara

*Os punhos cerrados e os ódios calados dividiram os Homens ____ Alda Lara neste poema descreve a guerra fria e implacável. Guerra porque o Homem deixou de ser humano e tornou-se num ser diabólico, ambicioso, egocêntrico, nem sequer lhe chamarei animal, pois os animais são outras vítimas desses seres "sem nome e sem cara". Nasci com guerra no mundo e com certeza morrerei ficando o mundo em guerra!

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Pedaço de mim _______




"Oh, pedaço de mim
Oh, metade afastada de mim
Leva o teu olhar
Que a saudade é o pior tormento
É pior do que o esquecimento
É pior do que se entrevar
Oh, pedaço de mim
Oh, metade exilada de mim
Leva os teus sinais
Que a saudade dói como um barco
Que aos poucos descreve um arco
E evita atracar no cais
Oh, pedaço de mim
Oh, metade arrancada de mim
Leva o vulto teu
Que a saudade é o revés de um parto
A saudade é arrumar o quarto
Do filho que já morreu
Oh, pedaço de mim
Oh, metade amputada de mim
Leva o que há de ti
Que a saudade dói latejada
É assim como uma fisgada
No membro que já perdi
Oh, pedaço de mim
Oh, metade adorada de mim
Lava os olhos meus
Que a saudade é o pior castigo
E eu não quero levar comigo
A mortalha do amor
Adeus"

Chico Buarque

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Parabéns minha filha ________


Foi há 29 anos que recebi o segundo presente de Deus: a minha querida filha Sano Ogawa/Ana Salta.
Veio num verão quente e que se prolongou até Outubro.
Não me fez esperar muito. As dores mais intensas começaram cerca das 18h e a minha menina nasceu às 19h.
Menina calma e sensivel.
Menina que se tornou uma mulher com caracter forte, responsável, solidária, amiga e com uma vida exemplar.
Posso afirmar que Deus me compensou as adversidades que tenho passado.
Desejo que o seu sonho se realize: o estágio que irá fazer ao Japão que seja pelo tempo que quiser lá ficar. A minha Princesa do Sol Nascente e o meu filho são o Amor que transborda do meu coração de mãe.
Minha filha,
Doce menina...
de olhos lindos...
pele macia...
sorriso meigo...
a tua existência
embeleza a vidas de todos que te amam.
Parabéns minha querida filha. Agradeço a Deus de ter o privilégio de ser tua mãe.

💓

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Horizonte ________


*Com um horizonte tão imenso à minha frente, não terei retornos, não vou questionar o que passou...
Apenas irei!
Em frente, passo a passo, com o mundo abrindo-se a cada movimento e sem nunca desistir de chegar ao fim!



sábado, 19 de agosto de 2017

Bombeiros de Portugal



No dia Mundial da Fotografia não podia deixar de colocar estas fotografias.
Foram registadas no 139ª e no 140º Aniversário da Real Associação de Bombeiros Voluntários de Vizela.
É uma homenagem a todos os Bombeiros que, voluntariamente, estão sempre prontos para Dar Vida por Vida.
Este verão tem sido um inferno com os constantes e extensos incêndios. E são estes homens e mulheres que, deixando a sua família para trás, vão socorrer quem está em perigo. Quando vão são anónimos para a maioria dos portugueses. Só passam a ter nome e a ser conhecidos se a morte, na forma de fogo, os apanhar. E neste caso vêm os responsáveis máximos pela protecção dos cidadãos, em modo figurinos para as TV's e câmaras fotográficas, com uma lágrima de crocodilo no canto do olho, dar as condolências às famílias.
Desde há cerca de 2 meses iniciou um dos piores incêndios ___ Pedrogão Grande. Desde há 2 meses estes homens e mulheres quase não têm descanso. Os incêndios têm sido sucessivos.
30 anos depois do violento incêndio que deflagrou em Castanheira do Vouga, no concelho de Águeda, que resultou na morte de 14 Bombeiros os "figurinos", que só aparecem para as TV's, nada têm feito para acabar com este flagelo. Porquê? Porque é negócio para muitos.
Neste dia Mundial da Fotografia ficam as imagens dos nossos valorosos BOMBEIROS! Muito obrigada!

terça-feira, 15 de agosto de 2017

O encontro ________





O encontro

O encontro
fugaz no tempo
mas intenso na vivência!
Encontro com desencontros!
Encontro ao fim de muito tempo com outro encontro,
tempo marcado na vida, na alma, no ser!
Encontro que para permanecer tem de ser coincidente!
Encontro
frágil mas forte,
pouco mas muito,
que fica na mente, na pele, nos olhos,
nas palavras ditas e nas ouvidas!
Encontro com final em desencontros!
Encontro que se esperava ser o final.

MRS

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Felicidade ______________


Só teremos momentos de felicidade sabendo atravessar os momentos de infelicidade. Não devemos desesperar com as adversidades. São provas para a nossa capacidade de saber viver. Atravesso , desde há mais de 5 anos, uma infelicidade única, a pior, a que durará o tempo de vida que me resta ___ fiquei orfã de meu filho. Nunca esquecerei o quanto fui acarinhada, confortada, abraçada por centenas de pessoas que quiseram dividir a minha dor por elas. Mas nesta infelicidade vou colhendo o que de bom a vida me tem trazido. Estou aqui viva para mim , para a minha filha Sano Ogawa e meu filho Nuno Salta, para a minha família, para aos meus amigos e amigas e para tantos que necessitam não só de bens materiais, nem só cura dos seus males físicos mas de palavras ou silêncios de conforto. Boas férias e tenham a sabedoria para serem felizes.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Quando é que o cativeiro ____


Quando é que o cativeiro

Quando é que o cativeiro
Acabará em mim,
E, próprio dianteiro,
Avançarei enfim?

Quando é que me desato
Dos laços que me dei?
Quando serei um facto?
Quando é que me serei?

Quando, ao virar da esquina
De qualquer dia meu,
Me acharei alma digna
Da alma que Deus me deu?

Quando é que será quando?
Não sei. E até então
Viverei perguntando:
Perguntarei em vão.

Fernando Pessoa

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Objectiva ____________



Tenho fotografias que não foram captadas por nenhuma máquina fotográfica. Foram registadas no meu coração, na minha memória e são as flores da minha vida. Dizem que não podemos voltar ao passado, mas não é assim ____ não podemos mudar o passado. Voltamos ao passado quando nos lembramos dos momentos que nos marcaram, vendo fotografias, em conversas com a família e amigos de longa data, fechando os olhos e viajando até lá longe ao nosso passado mais longínquo.
Este momento foi registado por uma objectiva. Tem cerca de 4 décadas. Nesse dia não me reconheci ____ tinha ido à cabeleireira e ela resolveu "ajeitar-me". Quem me viu pensou que seria uma jovem pacata. Mal sabiam a revolucionária que trago dentro de mim desde o meu passado longínquo _____definitivamente sou da geração da ganga, da sã rebeldia com o coração e o pensamento na boca (não gosto de ficar a mastigar assuntos).
O meu passado faz parte integrante do que eu sou e faço hoje. Assim vou construindo o futuro.

Sem volta __________



As pessoas começam a valorizar-te quando percebem que jamais te terão de volta.

(Autor desconhecido)



domingo, 6 de agosto de 2017

Gaiolas ____________________



"'Somos assim. Sonhamos o voo, mas tememos as alturas. Para voar é preciso ter coragem para enfrentar o terror do vazio. Porque é só no vazio que o voo acontece. O vazio é o espaço da liberdade, a ausência de certezas. Mas é isso que tememos: o não ter certezas. Por isso trocamos o voo por gaiolas. As gaiolas são o lugar onde as certezas moram."

Rubem Alves

terça-feira, 25 de julho de 2017

Ser Médica _______________________


"...Sublinho, no entanto, que ser médico na periferia, fora dos centros urbanos, é fascinante. Ainda hoje, sinto, através da memória, esse fascínio vibrante. A proximidade aos cidadãos,conhecê-los pelos seus nomes, saber das suas famílias e como se inserem na comunidade, são sensações geradoras de imensa satisfação confundida, por sua vez, por múltiplas emoções. Uma espécie de família extensa que inclui todos..."

 Francisco George Lisboa, Junho de 2016 [POSFÁCIO à edição de 2016 de "Retalhos da Vida de um Médico" de Fernando Namora


segunda-feira, 24 de julho de 2017

Caminhada _______________



Há 8 anos percorri ruas, caminhos, veredas, ora com sol e calor quase insuportável ora debaixo de chuva. Foram várias as caminhadas, porta a porta, cafés e locais de lazer. O companheirismo e a alegria entre os caminhantes reinou sempre. Mesmo quando o cansaço já se começava a sentir. Tenho muitas recordações dessas caminhadas.
Uma delas: numa freguesia a senhora que estava ao portão de sua casa convidou-nos para entrar. Ofereceu-nos uns petiscos (era hora do lanche) e falou da nossa caminhada. Que gostava. A sua neta conheceu-me logo pois é minha utente. Foi uma pequena festa à qual se juntou a filha e genro. Ambiente agradável. Geralmente tive e tenho, por norma, nas caminhadas de porta a porta ou de cara a cara (devido à minha condição de Médica de muitas famílias) não "pedir" o voto de ninguém. Esclareço nas perguntas que me fazem.No fim do lanche continuamos a caminhada depois das devidas despedidas aos nossos anfitriões ___ "contem connosco" disseram eles!
Cerca de 5 minutos mais tarde ouvimos buzinadelas de vários carros. Não tardaram até chegar a nós. Os ocupantes dos carros traziam bandeiras de adversários à nossa caminhada. E no carro da frente vinha a senhora que nos ofereceu o lanche com a sua neta ____ nunca mais me esqueci daquele "contem connosco"!!
Mas o mais importante foi o fim da caminhada. Saí dela ficando a conhecer os meandros daquilo pelo que nunca mais caminharei. Fiquei a saber que o "contem connosco" na maior parte das vezes foi fingido/simulado. Mas também privei com pessoas admiráveis. Valeu por essas pessoas e pelo companheirismo.


segunda-feira, 17 de julho de 2017

domingo, 16 de julho de 2017

Meu querido filho _________




Aguardando o tempo da viagem,
quero ver
o brilho das estrelas,
quero ver
o sol a acordar o mundo,
quero ver
o mar dançar
e que a sua dança
acalme e lave as minhas mágoas.
Quero que o tempo me esqueça.

Meu querido filho,


Já sabes que a Beatriz nasceu. Quis ver o mundo antes do tempo mas não induziram o parto, nasceu uns dias tarde, mais precisamente no dia 30 de Junho e na sua hora. Temos uma hora para nascer e uma para morrer ____ e a tua hora de morrer chegou muito cedo, muito cedo. Tinhas tanto para dar ao mundo, às pessoas e à ciência. Mas Deus chamou-te naquele dia e naquela hora como enviou a Beatriz no dia e na hora certa.
Lembras-te quando nasceu a tua primita Carolina? Foi há 5 anos, ainda não tinhas partido. Foi um dia especial com a tua avó Bia ansiosa para ser bisavó, a minha primeira sobrinha-neta e vossa primita. A sala de espera do Hospital da Luz estava em festa.
Um dia em que tudo parecia perfeito nas nossas vidas. Mas a vida é tramada e tramou-nos!
Tudo mudou e parte de mim partiu contigo nesse dia fatídico. A minha essência continua, mas a minha perspectiva sobre a vida mudou.
Não posso nem devo ir por caminhos que me possam magoar. Já não tenho aquela couraça forte que ultrapassou tantas adversidades. Ainda consigo ultrapassar algumas adversidades, como o que aconteceu com o meu cancro. Mas a tua ausência física, com todas as tuas qualidades como filho, debilita-me dia após dia.
Eu sei que me queres ver feliz mas o máximo que consigo é ter momentos de pequenas alegrias. Já me vão ajudando no resto da minha caminhada.
No dia que nos encontrarmos dar-te-ei o beijo, carregado de saudades, que naquela manhã (porque saíste cedo) não te dei.
Adoro-te meu filho.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

O facebook a lembrar _______


"Mais uma caminhada! Mais um tratamento. Na 1ª sala de espera estavam alguns acompanhantes e 2 pessoas para a radioterapia. Logo depois chegou a senhora dos vómitos. Desde que a vi pela primeira vez tem vindo a recuperar a alegria____ nos primeiros dias reparei que carregava o peso da incerteza mas sobretudo do medo. Fiquei feliz de a ver tão bem disposta. Cumprimentou-nos sorridente e sentou-se a falar descontarídamente com o marido e a filha.
Depressa fui chamada para entrar. Na 2ª sala de espera estava uma senhora a esfregar as mãos.
Sentei-me perto dela e começou a conversa. Era o 1º tratamento. Fez uma mastectomia parcial (tirou uma das mamas). Já tinha feito quimioterapia mas devido a uma infecção atrasou a radioterapia. Estava receosa. Descansei-a acerca do "solário" (ela esboçou um sorriso a esta referência). Aconselhei-a a hidratar-se bem, aplicar o creme várias vezes ao dia e pensar que está viva para a vida.
Fomos chamadas para os vestiários e enquanto esperava tirei esta selfie: - Momento em que estou acompanhada de mim, o corpo e a alma. Sendo que a alma é, incontestávelmente, a verdadeira VIDA dentro do invólucro que é o corpo!
Já só faltam 20 tratamentos!"

Maria Resgate Salta - Publicado no dia 5 de Julho de 2016 no Facebook

****

Hoje, dia 5 de Julho de 2017, 1 ano depois _____

O facebook a lembrar ______
Foram 30 dias de radioterapia e no fim fiquei mais rica em sabedoria. Aprendi muito com os meus e minhas colegas de "solário". Pessoas de várias idades com diferentes tipos de cancro, doença, malzinho. Partilhamos as nossas vidas, as nossas dores (e não foram só as físicas), as nossas expectativas, os nossos sonhos e um futuro incerto para todos (com ou sem doença).
E o tempo voou! Depressa cheguei ao último tratamento acompanhada com a saudade dos restantes 29 dias. Agradeço a Deus ter-me proporcionado estes 30 dias na minha vida! Foram e são preciosos!




terça-feira, 27 de junho de 2017

Parabéns meu filho!


"Nasceu-te um Filho

Nasceu-te um filho. Não conhecerás,
jamais, a extrema solidão da vida.
Se a não chegaste a conhecer, se a vida
ta não mostrou - já não conhecerás

a dor terrível de a saber escondida
até no puro amor. E esquecerás,
se alguma vez adivinhaste a paz
traiçoeira de estar só, a pressentida,

leve e distante imagem que ilumina
uma paisagem mais distante ainda.
Já nenhum astro te será fatal.

E quando a Sorte julgue que domina,
ou mesmo a Morte, se a alegria finda
- ri-te de ambas, que um filho é imortal."

Jorge de Sena

Meu querido filho,

Faz hoje 33 anos que nasceste.
És um dos Presentes que Deus me deu. O outro é a tua irmã Ana Rita/Sano Ogawa
Lembro-me tão bem do dia que chegaste e trouxeste contigo o "puro amor".
Já com 42 semanas fui internada no dia 26 de Junho mas fui passar a noite a casa. A indução do parto só seria no dia seguinte. Apesar de sentir umas contracções não tinha dores.
No dia 27 de Junho, logo pela manhã, fui para o Hospital de Santa Maria (em Lisboa). Fui para o Bloco de partos. Lá me induziram o parto mas as dores nada de aparecerem. Até que uma das minhas colegas decidiu perfurar a bolsa amniótica. A partir daí a dilatação iniciou e as dores vieram com intensidade crescente.
Iniciei a respiração apropriada e assim controlei as dores.
A meu lado estava uma senhora que não parava de berrar: "ai os meus rinzes, ai os meus rinzes". Disse-lhe para fazer a respiração como eu mas quê? Foi berreiro todo o tempo que estive no quarto.
Entretanto tive a visita da minha colega Helena Serra e ela vendo o cenário: eu a respirar, ora ofegante, ora mais lentamente e a minha vizinha aos berros, disse-me:
- Nunca irei ter filhos! Isso dói muito!
- Não dói assim tanto, basta controlarmos a dor. - respondi.
Mas ela não ficou convencida e realmente não veio a ter filhos.
A certa altura iniciaram as contracções mais fortes com aquela vontade de "puxar". Chamei a senhora enfermeira e fui transferida para uma das salas de parto. Mas quê! Puseste todos a suar. Encravaste pelo caminho da saída. Umas das Enfermeiras lá te ajudou a nascer mas, devido ao facto de teres feito aspiração de secreções, levantaram-te para o Serviço de Alto Risco da Neonatologia.
E eu que te queria nos meus braços. Só passadas 12h é que pude ir ao serviço onde estavas, regalado, a dormir.
Foste um bebé calmo enquanto dormias, comias e estavas ao colinho. Fora disso choravas pois querias ver tudo.
Cresceste e o teu caminho foi sempre da rectidão, da humildade, da educação, do empenho e profissionalismo.
Um caminho que ficou incompleto pois tinhas projectos em mãos e não tiveste tempo de os concretizar.
Aqui estás no Estádio do nosso Clube, do nosso Glorioso Sport Lisboa e Benfica. Foi a 1ª vez que fui ao futebol convosco. Foi a 1ª vez que fui ver um jogo do Glorioso. Foi em Agosto de 2006 ___ Benfica - Viena de Áustria. Ganhamos! Mas fui proibida de ir a outro jogo convosco ____ fiz a figura de quem nada percebe de regras de futebol. Foi um dia espectacular entre muitos outros dias espectaculares que partilhamos.

"Nasceu-me um filho. Não conhecerei,
jamais, a extrema solidão da vida."

Sei que estás sempre comigo como eu te trago sempre no meu coração e pensamento. És imortal.

"E quando a Sorte julgue que domina,
ou mesmo a Morte, se a alegria finda
- ri-te de ambas, que um filho é imortal."

Parabéns meu filho pelo aniversário do teu nascimento. Obrigada por ser tua mãe meu amor! 💖

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Meu filho Nuno



Foi há 33 anos que Deus te enviou para seres meu filho e foi há 5 anos que Deus te levou para junto d'Ele.
O tempo percorre a rua das nossas memórias.
E são tantas memórias: doces, divertidas, angustiadas, cheias de amor por ti.
Mas as memórias nunca estão sós.
Elas andam entrelaçadas às saudades.
Saudades da tua presença, do teu olhar, do teu sorriso, do teu abraço.
Assim te vejo: a flutuar na imensidão do infinito com teu sorriso lindo.
Adoro-te meu filho!

Dia 17 de Junho às 18h celebrar-se-á a Missa do 33º Aniversário de nascimento e do 5º Aniversário de falecimento do meu filho Nuno Gonçalo Castro Plácido Salta, na Igreja de S. João em Vizela.

domingo, 4 de junho de 2017

Eu sou o que penso __________



Navego, firmemente, a nau das minhas opiniões.
Seguro a vela do meu pensamento,
nos mares revoltos das opiniões alheias,
até a tempestade ser levada pelo vento!

MRS

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Regresso


Regresso ao útero materno,
mergulho no feto que fui
todos meus sentimentos e emoções…
deixo-os pendurados no cordão umbilical…
Em paz, adormeço na posição fetal.

MRS

domingo, 21 de maio de 2017

Momentos __________



Momentos com quem já fez parte da minha vida (em Luanda) e voltou a cruzar-se com a minha vida.

A idade não conta______ seremos sempre as jovens da Rua José Oliveira Barbosa (JOBs) em Luanda.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Curtas Poéticas 2017




No meio do êxtase mora minha alma,
que fala através das entrelinhas,
que mostra meu amor
no latente do que posso chamar de eterno.

********

Asa ferida
voar rasante
respirar a vida
fazer o caminho
no colo mãe
no afago do filho

*********
Na plataforma ficou
o amor
O beijo se despediu
com dor
A viagem iniciou...

*********

O amor sentido num segundo
na pulsação do coração
no toque de cada mão
na palavra do olhar.

*********

Ouço a tua voz
na memória da ternura
Sinto teu o coração
na profunda saudade
Vejo o teu olhar
na lágrima calada.

*********

Verso rimado em cartão guardado,
sonho empoeirado no abraço apertado,
sorriso desenhado na estação do passado,
amor infindo no coração cravado.

*********

Saudade num colar de pétalas
Aroma de cores salpicada
Verso perdido numa canção
Alucinar pela chegada
Entre a primavera e o verão
Amor infinito.

*********

Sou maré cheia
Noite de lua incandescente
O coração inundo profundamente.
Sou vento forte do furacão
em rodopio na tua direcção.
Sou o verbo!

*********

Nascer de novo
Lápis, folha de papel, ponte
Desenhar o momento,
Tecer o berço
Trilhar a infância,
voar no tempo
Beijar-te na despedida.

*********

Acarinhar-te no meu silêncio
Não importa se nunca virás
Este sentir ilimitado, recluso em mim
Não importa se nunca virás
Amar-te-ei, até ao fim!

*********

Amar devagar,
suspender no tempo,
momento eternizado
na luz do nascimento.

*********

Onda agitada
brisa refrescante
sol escaldante
Amor é tudo e nada!

Maria do Resgate Salta

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Faz hoje um ano _______


Faz hoje 1 ano que fui operada ao meu cancro da mama. Faz hoje 1 ano que a minha vida, mais uma vez, deu uma volta.
Não foi a pior volta! A pior volta foi a morte do meu filho!
Desde há 1 ano, após a cirurgia e os tratamentos, abençoo (não estranhem o que digo a seguir) a oportunidade que Deus me deu ao ter que passar pelo caminho do cancro.
Nem tudo é mau, ou melhor, nem tudo tem que ser mau. Quando estamos no lado negro da vida e nos perguntamos "porquê eu?" (nunca fiz essa pergunta) devemos perguntar "porque não eu?". A vida oferece-nos constantemente as suas dádivas e nós, preocupados com os afazeres, com os problemas (porquê eu?), com as ambições, vivendo um futuro tão incerto, não aproveitamos essas dádivas.
Durante os tratamentos conheci pessoas fantásticas que me enriqueceram. Pessoas que mudaram a sua visão da vida quando souberam que tinham cancro: umas de uma forma positiva, outras de uma forma negativa (porquê eu?) mas todas com o objectivo de não se deixarem vencer pelo cancro, doença, malzinho.
Comecei a ingerir comprimidos aos 60 anos. Muito bom pois tenho na minha lista utentes com a minha idade que já tomam uma mão cheia há vários anos.
Desde há 1 ano iniciei um novo caminho ____ despindo-me e desfazendo-me do que não me faz falta. Quero ter lugar para a vida!
Agradeço a Deus a oportunidade que me concedeu (com o aparecimento do meu cancro) de eu começar a saborear a vida!

terça-feira, 9 de maio de 2017

Momentos _____________



Momentos com quem já fez parte da minha vida (em Luanda) e voltou a cruzar-se com a minha vida. JOB.

terça-feira, 2 de maio de 2017

Obrigada _____



Nosso círculo de amigos é como um círculo, não tem começo nem fim.
Ontem é história, amanhã é mistério, hoje é uma dádiva.
Agradeço a todos os que tornaram o "meu hoje" numa dádiva de carinho.
Retribuo o carinho com um abraço apertado.


segunda-feira, 1 de maio de 2017

Dia de aniversário _______


Quem determina quando haverá mudança na nossa vida? Não é o calendário, não é um aniversário, nem um ano novo ____ é um evento. Grande ou pequeno, bom ou mau _____ algo que nos mude e que de preferência nos dê esperanças ____ uma nova maneira de viver e de olhar para o mundo _____ desfazendo-nos de velhos hábitos e memórias que nos possam condicionar.
O importante é nunca deixar de acreditar que podemos ter um novo começo, mas também é importante lembrar que existem alguns momentos, que valem a pena serem guardados na nossa memória, porque, mesmo mudando, somos esses tão importantes momentos.
Hoje mudo de ano, entro num novo ano da minha vida_____já passaram 61 anos desde que nasci ____mas diariamente tento lapidar as imperfeições que tenho. Tarefa difícil, mas que farei mesmo sabendo que, um dia, algumas partirão comigo.
O dia que hoje se refaz no calendário tem um grande significado e importância, não para o mundo, nem tanto para mim _____ é o dia dos meus pais. Principalmente para a minha mãe ________ para ela sim, o dia tem toda a importância do mundo. Parabéns para a minha mãe que me deu vida!
Beijinho daqui para aí!

sábado, 22 de abril de 2017

quarta-feira, 19 de abril de 2017

domingo, 16 de abril de 2017

Meu querido filho _________


Meu querido filho,

Como sabes ando a arrumar a casa _____ a casa que um dia já foi lar. A casa que tem o teu quarto e a tua sala, o teu cantinho. A casa que foi um dos motivos de não teres ficado a viver no Porto quando entraste para a faculdade. Durante anos fizeste o caminho entre Vizela e Porto.
Durante a arrumação inúmeras memórias vieram ter-me às mãos. Fotografias tuas, cadernos da escola e da faculdade, cartões da escola e faculdade, cartão de sócio do nosso Glorioso Sport Lisboa e Benfica, papelada da Segurança Social ____ tantos momentos que tenho revivido nestes dias ____ dolorosos mas com uma pequena dose de felicidade por ter tido o privilégio de te ter como filho.
Já não falta muito para eu deixar esta casa que um dia já foi o nosso lar e que iria ser tua.
Só o teu quarto e a tua sala me seguirão, em pensamento, para a nova casa.
Levo também as tuas medalhas dos jogos de futebol e os inúmeros cachecois do GLORIOSO.
Aqui estás com a camisola do nosso Benfica.
Mais um mês sem ti. Mais um mês a transbordar de saudades.
Amo-te meu filho.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Voar ________


Muitos vivem amarrados às exigências da sociedade, do trabalho, das contas ao fim do mês, da ambição de ter mais ___ enfim, sufocados.
Quando era jovem quis mudar o mundo e fiz planos para uma vida longínqua.
Aprendi que não podia mudar o mundo mas sim o "mundo" de algumas pessoas. Não concretizei todos os planos para a minha vida "longínqua"____a vida tratou de os mudar.
Hoje, no poente da idade, eu quero bem pouco e prefiro concentrar-me no agora do que planear um futuro incerto.
Preciso de poder voar tendo uma visão estratégica das janelas.
Saber que existe o sol e não poder vê-lo nem senti-lo é um absurdo.
Saber que existimos e não viver é insensato.

MRS

domingo, 9 de abril de 2017

Paz _______



A paz
chega
depois da guerra...
é tempo de unir pedaços
com o silêncio dos mortos
e o com olhar mudo dos vivos.

MRS

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Alegria _______


“Se tiver o hábito de fazer as coisas com alegria, raramente encontrará situações difíceis.”

Robert Baden-Powell

sábado, 25 de março de 2017

Amor incondicional ______ aos meus filhos




Imagino-vos
nos meus braços, pedaços de mim
Tão frágeis meus tesouros
Protejo-vos, sussurro uma canção
Adormecendo no vosso sono
Acordando cheia de amor
Tanto amor
Amor sem medida, sem preço
Com nome de único, por ser incondicionalmente perfeito
Amor da vossa mãe.

MRS


Desenho de Ana Salta em http://sanowashere.deviantart.com/art/Storytelling-205146931


quarta-feira, 22 de março de 2017

Poema agreste



Poema agreste

Não sei por que buscas palavras longas
 para as coisas breves que nos assombram.

Não sei por que teces teias enormes
 para as incertezas que nos envolvem.

Não sei por que insistes. Não sei porque insistes
 em prender meus passos nesse limite.

Glória de Sant’Anna



quinta-feira, 16 de março de 2017

Meu querido filho _______


Meu querido filho _____

Mais um mês
acordando para a vida
sem a tua presença
Mais um mês
sentindo a vida
sem o teu toque
Mais um mês
vendo toda a vida
sem te poder ver
Mais um mês
ouvindo os sons da vida
sem as tuas palavras
Mais um mês
tentado sorrir para a vida
sem o teu sorriso
Mais um mês
vivendo
sem a tua vida!

Lembraste desta fotografia? Foi na Expo 98 (acompanhado da tua irmã Sano Ogawa e da tua prima Joana Salta). Dias de correria para tentar ver todos os pavilhões. Dias em que tu, amante do conhecimento, foste feliz.

Beijo de saudade meu querido filho!

domingo, 12 de março de 2017

Liberdade ___________


“Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância.”

Simone de Beauvoir



domingo, 5 de março de 2017

sábado, 25 de fevereiro de 2017

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Imenso amor o meu _______


Imenso amor o meu, tão grande
que minha alma, liberta da couraça,
da mágoa, da aridez, da tristeza
vive no espaço que esse amor lhe traça.
Como a lei da vida impõe um fim,
morra eu, que de matéria me componho,
mas nunca morra o amor que vos tenho! ❤




quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Medo de perder ______



"Quantas coisas perdemos por medo de perder."

Paulo Coelho


domingo, 19 de fevereiro de 2017

Minha querida mãe ________


Minha querida mãe,
Faz 3 anos que nos deixaste.
Sabes que já o previa. Desiste de viver no 2º internamento. Já vinhas a desistir desde aquele fatídico dia em que o meu filho e teu neto faleceu. Ficaste revoltada e uma tristeza profunda te inundou. Nunca mais vieste a Vizela _____ não irias encontrar o teu querido neto.
Durante a minha vida conheci-te como uma mulher batalhadora e que enfrentou as adversidades da vida com coragem. Sei que sofreste com a morte da minha irmã mais velha, que não conheci. Mas não te deixaste abater.
A tua preocupação com teus netos era uma constante. As tuas orações para que nada de mal lhes acontecesse eram diárias.
E quando recebeste a terrível noticia paraste de viver _____passaste a sobreviver com o sofrimento da perda.
Naquela dia, no hospital, soube que querias ver o teu neto e foste de encontro a ele no dia seguinte.
Minha querida mãe, como sinto saudades da tua companhia e dos teus cozinhados. Eras uma cozinheira de mão cheia: a moamba, o caril à indiana picante até às lágrimas, o assado, as quitetas, a caldeirada de cabrito ____ até os peixinhos da horta eram deliciosos.
Adoro-te minha querida mãe!

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Meu querido filho ________


Meu querido filho,
Há uns dias descobri esta foto, que é uma de várias. Lembras-te da nossa viagem a Londres? Mind the gap! Mind the gap _____ Frase dita nas várias plataformas do Metro.
A tua irmã tirava as fotos e tu filmavas. Foram uns dias de correria para vocês poderem usufruir o máximo de monumentos e museus.
Aqui estás no Tate Britain a olhar para este quadro de Piet Mondrian e posso adivinhar o teu pensamento _____ "já montava este cubo de Rubik." _____ Adoravas os cubos de Rubik e quanto maior o grau de dificuldade mais sentias prazer de os solucionar!
Olhando para o monitor do teu computador os cubos rodavam rapidamente nas tuas mãos até ficarem com as cores aparelhadas.
A tua sala está quase vazia mas a tua presença com os teus cubos de Rubik preenche a minha memória!
Mais um mês sem ti meu querido filho! Amo-te!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Silêncio e a Fé _______




Existem momentos que nos marcam ou que nos fazem ver para dentro. E neste filme olhei para dentro de mim ____ para o invisivel de mim ___ para a minha Fé ___ para o meu Amor, não às coisas ou imagens, mas para o que, mesmo não vendo, sinto a sua forte existência. E esta existência invisivel aos olhos que fazem parte do meu corpo, ficou ainda mais visivel para o meu espirito. Nunca me esquecerei deste filme pois deu-me a felicidade de ver quem eu amo e de quem a vida me separou fisicamente. Deu-me a felicidade de ver a minha Fé. Fui de encontro a este momento por acaso ____ ou talvez não! ❤

Ora!!


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Ser Médica de Família __________


Assim entendo a Medicina Geral e Familiar _____

A minha utente F. entrou no consultório e depois de ser convidada a sentar-se não conseguiu articular uma palavra. As lágrimas escorreram-lhe pela cara num choro convulsivo. Senti o seu sofrimento como se meu tratasse, pois foi um momento muito intenso. Esperei, calada, que as lágrimas e o choro dessem lugar às palavras.
- Desculpe srª doutora - disse a minha utente F,
- Não necessita de pedir desculpa, nem só as palavras nos transmitem o sofrimento dos doentes.
- Eu já não aguento mais, apetecia-me entrar no carro e esbarrar-me contra um muro e ir para o hospital para ter descanso.
Fui puxando, devagarinho, o fio à meada. Problemas familiares.
Disse-lhe que a iria medicar para ajudar a ultrapassar os problemas mas que teria de tomar decisões pois os problemas continuariam a massacrá-la.
A conversa foi desenrolando até que ela olhou para o relógio e disse:
- Já estou aqui há muito tempo. A srª doutrora tem outros doentes à espera.
- A senhora está na sua vez e a consulta acaba quando eu achar que já sai daqui melhor do que entrou e com a sua medicação.
Mais uns minutos de conversa onde eu, mais ouvinte, entrevia para a acalmar. No fim olhei para o computador, fiz os registos e passei a receita. Marquei nova consulta para mais uns dedos de conversa e vigiar o seu estado.
A minha utente F, saiu mais aliviada e o tempo da consulta serve, não para ser cronometrado, mas para ouvir, aconselhar e tratar o meu utente.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Ao longe, ao luar _________


Ao Longe, ao luar

Ao longe, ao luar,
No rio uma vela,
Serena a passar,
Que é que me revela?
Não sei, mas meu ser
Tornou-se-me estranho,
E eu sonho sem ver
Os sonhos que tenho.
Que angústia me enlaça?
Que amor não se explica?
É a vela que passa
Na noite que fica.

Fernando Pessoa in Poesias 



sábado, 11 de fevereiro de 2017

Felicidade _____________________



"Uma coisa aprendi na vida. Quem tem medo da infelicidade nunca chega a ser feliz."

Mia Couto

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Por amor somente _______


Amar-te por amor somente
a ti vida
pelos milagres que me dás ao acordar
pelas dores e temores que me moem
pelo vento sereno, o sol do amanhecer, a chuva,
pela flores que desabrochei no meu ventre
porque me fazes escrever sem saber se faz sentido, havendo todo o sentido para mim,
Amar-te
Por amor somente.

MRS

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Ponto final _____


*De nada vale abrir os olhos e olhar para o lado errado. Uma vírgula não substitui um ponto final por muito tempo.



Ser Médica de Família ______


Assim entendo a Medicina Geral e Familiar_____
Quando posso estar a conversar com os meus utentes depois da consulta efectuada. Falar de quase tudo. Das suas experiências e da minha experiência de vida.
Um casal que tenciona ter o seu primeiro filho___ um dos motivos da consulta. E a conversa girou à volta dos filhos e do amor, da abnegação das mães e dos pais e da inquietação constante com eles.Falei dos meus filhos e da imensa preocupação com o seu bem estar. Sou uma tramada mãe-galinha! Foram as penultimas consultas mas, devido a estar adiantada (comecei mais cedo e os utentes vieram a horas e não surgiu nenhum contratempo), deu para ter esta agradável conversa com os meus jovens utentes. Em 12 de Março a USF Physis faz 10 anos! Apesar do espartilho dos indicadores e afins vou tendo tempo para falar, rir, e chorar com os meus utentes.
A foto é a minha primeira consulta no dia em que a USF Physis iniciou funções - 12 de Março de 2007! A pressão não era tanta mas tem sido positiva a mudança. Temos um dos melhores SNS do mundo. E ficaria ainda melhor se retirassem alguma burocracia pois para mim as pessoas não são números!